Desvelando arcanos tecnológicos: ética algorítmica no estado informacional

Arthur Coelho Bezerra, Bianca da Costa Maia Lopes

Resumo


Introdução: As práticas difusas de vigilância informacional por instituições estatais e grandes corporações do século XXI esbarram em questões e dilemas relativos à informação em rede, como as várias formas de opacidade, a privacidade dos indivíduos e os sistemas de governança. Objetivo: Propomos a ideia de “arcanos tecnológicos” para compreender os segredos enrascados na sociedade em rede, a fim de promover um debate que contemple temas contemporâneos relacionados à ética da informação. Metodologia: Por meio de revisão bibliográfica, são explorados o contexto de vigilância do Estado informacional e o modelo “panspectron”; a noção de segredo pela perspectiva social e pelo viés do ciberativismo; e a dimensão ética que permeia a presença de algoritmos nas redes digitais. Resultados: Verificamos que a sofisticação e complexidade tecnológicas envolvidas no processo de governança global do ciberespaço configuram uma nova e desconhecida esfera sociopolítica. Nesse sentido, irrompem-se formas de resistência efetivas como estratégias de contravigilância, vazamentos de documentos oficiais por ciberativistas, atuações da mídia em casos específicos e medidas para a prestação de contas pela sociedade. Conclusões: Uma ética pragmática dos algoritmos deve enfatizar a prestação de contas à sociedade tanto por agentes estatais quanto pelos não-estatais. Reinos digitais formados por oligopólios da internet precisam aceitar a mesma carga de imputabilidade e responsabilização social que exigem de indivíduos, tornando-se imprescindível o aumento da conscientização de todos sobre as estruturas de poder que transpassam os “arcanos tecnológicos”.


Palavras-chave


Ética da Informação; Estado Informacional; Privacidade e Vigilância

Texto completo:

PDF

Referências


ANANNY, M. Toward an Ethics of Algorithms Convening, Observation, Probability, and Timeliness. Science, Technology & Human Values, v. 41, n. 1, p. 93-117, 2016.

ASSANGE, J. et al. Cypherpunks: liberdade e o futuro da internet. São Paulo: Boitempo, 2013.

BEZERRA, A. C. Privacidade como ameaça à segurança pública: uma história de empreendedorismo moral. Liinc em Revista, v. 12, n. 2, p. 231-242, 2016.

ar in the age of intelligent machines. New York: Zone Books, 1991.

DELEUZE, G. Post-scriptum sobre as sociedades de controle. In:_____. Conversações: 1972-1990. Rio de Janeiro: Editora 34, 1992. p. 219-226.

FOUCAULT, M. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Petrópolis: Vozes, 2012.

GLEICK, J. Um sistema nervoso para a Terra. In: ______. A informação: uma história, uma teoria, uma enxurrada. São Paulo: Companhia das Letras, 2013. p.134-175.

GONZÁLEZ DE GÓMEZ, M. N. Desafios contemporâneos da ciência da informação: as questões éticas da informação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO (ENANCIB), 10, 2009, João Pessoa. Anais.... João Pessoa: UFPB, 2009.

______. Regime de informação: construção de um conceito. Informação e Sociedade, v. 22, n. 3, p. 43-60, 2012.

GREENWALD, G.; MacASKILL, E.; POITRAS, L. Snowden: the whistleblower behind the NSA surveillance revelations. The Guardian, v. 9, n. 6, 2013. Disponível em: . Acesso em: 14 nov. 2016.

MacKINNON, R. Consent of the networked: The Worldwide Struggle for Internet Freedom. New York: Basic Books, 2012.

PASQUALE, F. The black box society: The secret algorithms that control money and information. Cambridge: Harvard University Press, 2015.

POE, E. A. A few words on secret writing. Graham’s Magazine, v. 19, p. 33-38, 1841. Disponível em: . Acesso em: 13 nov. 2016.

RICE UNIVERSITY. The Galileo Project. Disponível em: . Acesso em: 13 nov. 2016.

SIMMEL, G. O segredo. Revista de Ciências Sociais Política & Trabalho, v. 15, p. 221-226, set. 1999.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2018v23n3p625

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional