O twitter como dispositivo de mediação da informação em períodos eleitorais: análise das eleições de 2014 em Alagoas

Ronaldo Ferreira de Araujo

Resumo


Introdução: O caráter relacional e colaborativo proporcionado por plataformas online e mídias sociais oferecem novos elementos para se (re)pensar a comunicação política sobretudo em seus aspectos de mediação da informação. Objetivo: analisar a apropriação do Twitter em seus aspectos interativos e conversacionais enquanto dispositivo de mediação informacional entre eleitores e os principais candidatos ao governo do estado de Alagoas nas eleições de 2014. Metodologia: Pesquisa exploratória com coleta e sistematização dos dados realizadas no período de 01/07/2014 a 05/10/2014 por meio do software de monitoramento de métricas de mídias sociais, BrandCare. O universo empírico de 11.619 mensagens é analisado segundo uma abordagem combinatória da Análise de Redes Sociais e da Conversação Mediada por Computador, e descrito por sua distribuição geográfica, temporal, por categorias, bem como em seus aspectos de interatividade e conversação. Resultado: As mensagens postadas por eleitores representam 89,03% do total e dos candidatos 10,96%. No total foram identificados 8.101 usuários, dos quais 31% são mulheres e 69% são homens. O posicionamento mais frequente dos usuários é de adesão à campanha e de apoio aos candidatos e os assuntos de maior recorrência das mensagens são saúde, educação e combate à violência. A rede é fragmentada. Não houve prolongamento das interações e poucas obtiveram reciprocidade e persistência. Conclusão: Se ainda não há diálogos no Twitter certamente não é por falta de interesse dos eleitores, pois suas menções aos candidatos revelam que eles se fazem presente no ambiente. Resta saber por que as campanhas não conseguem manter perfis mais dialógicos para dar ressonância à participação política. 


Palavras-chave


Participação Política; Mediação da Informação; Twitter; Conversação Mediada por Computador; Análise de Redes Sociais

Texto completo:

PDF

Referências


ARAUJO, R. F.. Aspectos teórico-metodológicos para análise de campanhas eleitorais online no twitter: do mapeamento das redes às conversações. Liinc em Revista, v. 10, p. 703-725, 2014a. Disponível em: http://liinc.revista.ibict.br/index.php/liinc/article/view/716>. Acesso em 13 ago., 2015.

ARAUJO, R. F.. Mediação da informação e participação política na web social em períodos eleitorais. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, v.15, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte: Ancib/PPGCI/ECI/UFMG, p. 1457-1477, 2014b.

DRYZEK, J.; NIEMEYER, S. Discursive representation. American Political Science Review, v.102, n.4, p. 481-493, 2008.

FRAGOSO, S.; RECUERO, R.; AMARAL, A.. Métodos de pesquisa para internet. 1. ed. Porto Alegre: Sulina, 2011.

IBOPE Inteligência [Pesquisa]. Renan Filho permanece em primeiro na disputa pelo governo de Alagoas. Eleições 2014. 11 set., 2014

JAMIL, F. P.; SAMPAIO, R.. Internet e eleições 2010 no Brasil: rupturas e continuidades nos padrões mediáticos das campanhas políticas online. Revista Galáxia, São Paulo, n. 22, p. 208-221, dez. 2011.

MAIA, R. Representação política de atores cívicos entre a imediaticidade da experiência e discursos de justificação. Rev. bras. Ci. Soc., São Paulo , v. 27, n. 78, Fev. 2012.

MENDONÇA, R. F.; CAL, D. Quem pode falar no facebook? o “autocontrole” em um grupo sobre o plebiscito acerca da divisão do estado do Pará. Revista Debates, Porto Alegre, v.6, n.3, p.109-128, set.-dez. 2012.

MENDONÇA, R. F. Representation and deliberation in civil society. Brazilian Political Science Review, Rio de Janeiro, v. 2, n. 2, p. 117-137, jul. – dez. 2008.

PIERUCCINI, I.. Ordem informacional dialógica: mediação como apropriação da informação. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, Salvador, Bahia, ANCIB, n.8, out., 2007. Anais...Salvador, ANCIB, 2007

RECUERO, R. A conversação em rede: comunicação mediada por computador e redes sociais na Internet. Porto Alegre: Sulina, 2012.

REIS, L. dos S.. Comunicação política e a campanha online 2.0 na Bahia em 2010: uma análise da atuação dos principais candidatos ao governo do estado no Twitter e Youtube. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Cultura Contemporâneas) – Universidade Federal da Bahia, 2012.

SAWARD, M. The representative claim. Oxford: Oxford University Press, 2010.

SPRINKLR. Horários nobres das redes sociais. 2014. Disponível em: https://www.sprinklr.com/pt-br/horarios-nobres-redes-sociais/ > Acesso em 10 nov., 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2017v22n2p420

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional