Novas práticas informacionais frente às humanidades digitais: a construção de acervos digitais como suporte para as digital humanities

Renan Marinho de Castro, Ricardo Medeiros Pimenta

Resumo


Introdução: O artigo aborda as Humanidades Digitais enquanto um campo de novas práticas informacionais sobre as quais a área da Ciência da Informação precisa refletir. Objetivo: Explora a característica interdisciplinar de ambas as áreas apresentando uma tentativa de definição da nova área emergente para criar um recorte conceitual que possa ser cruzado com a Ciência da Informação. Metodologia: Analisa a transformação de um acervo em seu suporte tradicional para uma forma digital. Como estudo de caso, analisa a digitalização do acervo de arquivos pessoais do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil e pontua que a área arquivística apresenta maiores complexidades para o gerenciamento da informação devido às características do suporte documento e sua grande carga de informações agregadas. Resultados: Aproxima o debate dos novos fazeres das áreas informacionais tradicionais com a manifestação praxiológica das humanidades digitais. Conclusão: Conclui que a transformação de suportes tradicionais em coleções digitais projeta o acesso além de criar novas formas de utilização da informação, caracterizando tal práxis como parte integrante do que vem se denominando Humanidades Digitais.


Palavras-chave


Humanidades Digitais; Mediação Digital; Digitalização; Acervos Digitais; Informação

Texto completo:

PDF

Referências


BURDICK, A. (Ed.). Digital humanities. Cambridge, MA: MIT Press, 2012.

CAPURRO, R.; HJORLAND, B. O conceito de informação. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 12, n. 1, jan./abr. 2007. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2018.

CASTELLS, M. A Sociedade em Rede. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2001.

CASTRO, R. Convite a uma nova abordagem dos serviços de referência arquivística. Arquivo e Administração, v. 13, n. 1/2, p. 53-68, 2014.

_____. Arquivos pessoais, disponibilização e acesso na web: o caso do CPDOC. Revista do Arquivo: Uma publicação online do Arquivo Público do Estado de São Paulo, v. 2, p. 1-14, 2017. Disponível em: . Acesso em: 20 jan. 2018.

DACOS, M. Manifesto das Humanidades Digitais. ThatCamp Paris, [S.l.] não paginado, mar. 2011. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2016.

DIJCK, J. V. Mediated Memories in the Digital Age. Stanford, CA: Stanford UP, 2007.

FITZPATRICK, K. The Humanities, done digitally. In: GOLD, M. K. Debates in the digital humanities. Minneapolis: University of Minnesota Press, 2012.

GÓNZALEZ DE GÓMEZ, M. N. A reinvenção contemporânea da informação: entre o material e o imaterial. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, v. 2, p. 115-134, 2009. Disponível em: . Acesso em: 18 mar. 2018.

HOCKEY, S. The History of Humanities Computing. In: SCHREIBMAN , S.; SIEMENS, UNSWORTH, J. (Ed.). A Companion to Digital Humanities. Malden, MA: Blackwell Publishing Ltd, 2004. Disponível em: . Acesso em: 22 out. 2016.

KIRSCHENBAUM, M. G. What is Digital Humanities and What’s it doing in English Departments? ADE Bulletin, n. 150, 2010. Disponível em: . Acesso em: 26 abr. 2016.

MANIFESTO DAS HUMANIDADES DIGITAIS. Paris. (2010). Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2016.

MCCAUSLAND, S. A future without mediation?: Online access, archivists, and the future of archival research. Australian Academic & Research Libraries, v. 42, n. 4, p. 309-319, dez. 2011. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2016.

PIMENTA, R. M. As rugosidades do ciberespaço: um contributo teórico aos estudos dos web espaços informacionais. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 26, n. 2, p. 77-90, maio/ago. 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2016.

RUSSELL, I. G. ¿Qué son las Humanidades Digitales?. Revista Digital Universitaria, v. 12, n. 7, jul. 2011. Disponível em: . Acesso em: 07 abr. 2016.

SÁ, I. P.; SANTOS, P. X. dos. Serviços de informação arquivística na web centrados no usuário. Arquivo e Administração, Rio de Janeiro, v. 3, n. 1/2, jan./dez. 2004. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2016.

SVENSSON, P. Humanities Computing as Digital Humanities. Digital Humanities Quarterly, v. 3, n. 3, 2009. Disponível em: . Acesso em: 10 set. 2016.

VELLOSO, L. M. Arquivos pessoais e documentos digitais: uma reflexão em torno de contradições. Arquivo & Administração, Rio de Janeiro, v. 7, n. 1, p. 35-48, jan./jun. 2008. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2018.

VITORINO, E. V.; PIANTOLA, D. Information literacy - historical and conceptual bases: constructing meanings. Ciência da Informação, v. 38, n. 3, p. 130-141, 2009. Disponível em: . Acesso em: 17 ago. 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2018v23n3p523

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional