Diagnóstico sobre a produção e preservação da documentação arquivística em meio digital no âmbito da Universidade Federal de Goiás

Laura Vilela Rodrigues Rezende, Nathaly Rodrigues da Costa

Resumo


Introdução: O uso das Tecnologias da Informação e Comunicação tem trazido desafios ligados à preservação digital. Objetivo: Diagnóstico da produção e preservação dos documentos arquivísticos em formato digital na Universidade Federal de Goiás (UFG) e mapeamento da legislação brasileira sobre documentos digitais. Metodologia: Pesquisa quantitativa; bibliográfica e documental; questionário sobre a situação da produção e armazenamento dos documentos arquivísticos digitais nas unidades acadêmicas da UFG e análise da legislação arquivística nacional sobre documentos digitais. Resultados: Primeira etapa da pesquisa: Perfil de atuação dos participantes: coordenadores de graduação (54 respostas), coordenadores de pós-graduação stricto sensu (44 respostas), coordenadores de pesquisa (16 respostas), coordenadores de pós-graduação lato sensu (10 respostas) e coordenadores de extensão (6 respostas). Período de criação dos documentos digitais: de 2000 até 2015. 43% afirmou que a maioria dos documentos são nativos digitais originais, sem autenticidade digital. Critérios de organização dos documentos digitais: por assunto (65%), por data (49%). Locais de armazenamento dos documentos: 84% nos computadores da UFG, 47% em CDs ou DVDs e 6% em armazenamento remoto (“nuvem”). 55% das coordenações não utiliza estratégia de preservação. Segunda etapa da pesquisa: Levantamento de 21 instrumentos normativos sobre documentos digitais e preservação. Conclusões: Os resultados são relevantes pois justificam a necessidade de se implementar ações que contemplem orientações sobre a produção, uso, tramitação, avaliação e armazenamento dos documentos, tanto em suporte de papel quanto em meio digital. Uma das ações que foram impulsionadas pela presente pesquisa foi a aprovação da Resolução n. 045/2017, que instituiu a Política de Preservação de Documentos Arquivísticos Digitais da UFG.


Palavras-chave


Gestão de Documentos; Documento Arquivístico Digital; Preservação Digital

Texto completo:

PDF

Referências


AMERICAN LIBRARY ASSOCIATION (ALA). Definitions of Digital Preservation. 2009. Disponível em: . Acesso em: 06 jun. 2016.

BELLOTTO, H. L. Como fazer análise diplomática e análise tipológica de documento de arquivo. São Paulo: Arquivo do Estado, Imprensa Oficial, 2002. 120 p.

_____. Arquivos permanentes: tratamento documental. 4. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006. 320 p.

BRASIL, Lei 12.682, de 12 de julho de 2012. Dispõe sobre a elaboração e o arquivamento de documentos em meios eletromagnéticos. Diário Oficial da União, seção 1, 10 jul. 2012.

_____. Decreto 3.505, de 13 de julho de 2000. Institui a Política de Segurança da Informação nos órgãos e entidades da Administração Pública Federal. Diário Oficial da União, seção 1, 14 jun. 2000, p. 2.

_____. Decreto 3.865, de 13 de julho de 2001. Estabelece requisito para contratação de serviços de certificação digital pelos órgãos públicos federais, e dá outras providências. Diário Oficial da União, seção 1, 16 jul. 2001, p. 1.

_____. Decreto 3.872, de 18 de julho de 2001. Dispõe sobre o Comitê Gestor da Infra-Estrutura de Chaves Públicas Brasileira - CG ICP-Brasil, sua Secretaria-Executiva, sua Comissão Técnica Executiva e dá outras providências. Diário Oficial da União, seção 1, 19 jul. 2001, p. 1.

_____. Decreto 3.996, de 31 de outubro de 2001. Dispõe sobre a prestação de serviços de certificação digital no âmbito da Administração Pública Federal. Diário Oficial da União, Seção 1, 5 nov. 2001, p. 2.

_____. Decreto 7.579, de 11 de outubro de 2011. Dispõe sobre o Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação - SISP, do Poder Executivo federal. Diário Oficial da União, seção 1, 13 out. 2011, p. 16.

_____. Decreto 8.135, de 4 de novembro de 2013. Dispõe sobre as comunicações de dados da administração pública federal direta, autárquica e fundacional, e sobre a dispensa de licitação nas contratações que possam comprometer a segurança nacional. Diário Oficial da União, seção 1, 5 nov. 2013, p. 2.

_____. Decreto 8.539, de 8 de outubro de 2015. Dispõe sobre o uso do meio eletrônico para a realização do processo administrativo no âmbito dos órgãos e das entidades da administração pública federal direta, autárquica e fundacional. Diário Oficial da União, 9 out. 2015.

_____. Medida Provisória 2.200-2, de 24 de agosto de 2001. Institui a InfraEstrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil, transforma o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação em autarquia, e dá outras providências. Diário Oficial da União, seção 1, 27 ago. 2001, p. 65.

_____. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Portaria nº 1.261, de 23 de dezembro de 2013. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 24 dez. 2013, n. 249, seção 1, p. 11.

CÂMARA TÉCNICA DE DOCUMENTOS ELETRÔNICOS. Glossário. v. 6, 2014. 48 p. Disponível em: . Acesso em: 02 Jun. 2016.

CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS (CONARQ). E-Arq Brasil: Modelo de requisitos para sistemas informatizados de gestão arquivística de documentos. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2011. Coletânea da Legislação Arquivística Brasileira e Correlata. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2016.

_____. Resolução n. 20, de 16 de julho de 2004. Dispõe sobre a inserção dos documentos digitais em programas de gestão arquivística de documentos dos órgãos e entidades integrantes do Sistema Nacional de Arquivos. Diário Oficial da União, 19 jul. 2004.

_____. Resolução n. 24, de 3 de agosto de 2006. Estabelece diretrizes para a transferência e recolhimento de documentos arquivísticos digitais para instituições arquivísticas públicas. Diário Oficial da União, 07 ago. 2006, Seção 1, p. 1.

_____. Resolução n. 25, de 27 de abril de 2007. Dispõe sobre a adoção do Modelo de Requisitos para Sistemas Informatizados de Gestão Arquivística de Documentos - e-ARQ Brasil pelos órgãos e entidades integrantes do Sistema Nacional de Arquivos - SINAR. Diário Oficial da União, 27 abr. 2007.

_____. Resolução n. 31, de 28 de abril de 2010. Dispõe sobre a adoção das Recomendações para Digitalização de Documentos Arquivísticos Permanentes. Diário Oficial da União, 03 maio 2010. Seção 1, pág. 1.

_____. Resolução n. 32, de 17 de maio de 2010. Dispõe sobre a inserção dos Metadados na Parte II do Modelo de Requisitos para Sistemas Informatizados de Gestão Arquivística de Documentos - e-ARQ Brasil. Diário Oficial da União ,18 maio 2010.

_____. Resolução n. 36, de 19 de dezembro de 2012. Dispõe sobre a adoção das Diretrizes para a Gestão arquivística do Correio Eletrônico Corporativo pelos órgãos e entidades integrantes do Sistema Nacional de Arquivos – SINAR. Diário Oficial da União, 20 dez. 2012. Seção 1, p. 119.

_____. Resolução n. 37, de 19 de dezembro de 2012. Aprova as Diretrizes para a Presunção de Autenticidade de Documentos Arquivísticos Digitais. Diário Oficial da União, 20 dez. 2012.

_____. Resolução n. 38, de 9 de julho de 2013. Dispõe sobre a adoção das "Diretrizes do Produtor - A Elaboração e a Manutenção de Materiais Digitais: Diretrizes Para Indivíduos" e "Diretrizes do Preservador - A Preservação de Documentos Arquivísticos digitais: Diretrizes para Organizações". Diário Oficial da União, 11 jul. 2013, Seção 1, p. 223.

_____. Resolução n. 39, de 29 de abril de 2014. Estabelece diretrizes para a implementação de repositórios arquivísticos digitais confiáveis para o arquivamento e manutenção de documentos arquivísticos digitais em suas fases corrente, intermediária e permanente, dos órgãos e entidades integrantes do Sistema Nacional de Arquivos - SINAR. Diário Oficial da União, 30 abr. 2014.

_____. Resolução n. 41, de 9 de dezembro de 2014. Dispõe sobre a inserção dos documentos audiovisuais, iconográficos, sonoros e musicais em programas de gestão de documentos arquivísticos dos órgãos e entidades integrantes do Sistema Nacional de Arquivos - SINAR, visando a sua preservação e acesso. Diário Oficial da União, 11 dez. 2014.

_____. Resolução n. 43, de 04 de setembro de 2015. Altera a redação da Resolução do CONARQ nº 39, de 29 de abril de 2014, que estabelece diretrizes para a implementação de repositórios digitais confiáveis para a transferência e recolhimento de documentos arquivísticos digitais para instituições arquivísticas dos órgãos e entidades integrantes do Sistema Nacional de Arquivos - SINAR. Diário Oficial da União, 8 set. 2015.

FREITAS, H. et al. O método de pesquisa survey. Revista de Administração, São Paulo, v. 35, n. 3, p. 105-112, jul./set. 2000.

INNARELLI, H. C. Gestão de documentos arquivísticos digitais: proposta de um modelo conceitual. 2015. 348 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação). Universidade de São Paulo, Escola de Comunicação e Artes, São Paulo, 2015.

INTERNATIONAL RESEARCH ON PERMANENT AUTHENTIC RECORDS IN ELECTRONIC SYSTEMS (InterPARES 2). Diretrizes do produtor: a elaboração e a manutenção de materiais digitais – diretrizes para indivíduos. [S.l.]: Câmara dos Deputados, 2007.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA (UNESCO). Carta sobre la preservación del patrimonio digital. [S.l.]: 2003. Disponível em: . Acesso em: 07 jun. 2016.

RONDINELLI, R. C. O conceito de documento arquivístico frente à realidade digital: uma revisitação necessária. 2011. 268 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Universidade Federal Fluminense, Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, Niterói, 2011.

SANTOS, H. M. dos; FLORES, D. Preservação de documentos arquivísticos digitais autênticos: reflexões e perspectivas. Acervo, Rio de Janeiro, v. 28, n. 1, p. 241-253, jan./jun. 2015.

SCHOTTLAENDER, B. The Digital Preservation Imperative: An Ecosystem View. Library Resources & Technical Services, v. 58, n. 1, p. 2-3, jan. 2014.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS. Resolução - CONSUNI n. 045, 01 de dezembro de 2017. Institui a Política de Preservação de Documentos Arquivísticos Digitais da Universidade Federal de Goiás. Goiânia, 01 dez. 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2018v23n3p230

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional