O processo de gestão de documentos de imagens em movimento em emissoras de televisão

Aline Queiroz Lopes, Adriana Bogliolo Sirihal Duarte, Alessandro Ferreira Costa

Resumo


Introdução: Os acervos de imagens televisivas são organizados e armazenados em centros de documentação, bancos de imagens ou arquivos de imagens. Gerenciar as imagens, tornando-as rapidamente disponíveis aos seus usuários internos, repórteres ou produtores de programas televisivos, é uma atividade que requer cada vez mais especificidades e vem desafiando profissionais da área. Objetivo: Investigar como é realizado o trabalho em um centro de documentação de imagens em movimento. Metodologia: Relacionar o fazer empírico com a teoria, de modo a buscar reflexões e contribuições para o aprimoramento dos processos, tendo por referência a observação participante no centro de documentação de imagens em movimento da Rede XXXXXX de Televisão, filial Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Resultados: A partir dos dados coletados, verificou-se não haver um consenso na nomenclatura adotada para o setor, bem como na seleção do profissional que ali atua. Conclusões: Aos processos investigados durante a observação participante, consideramos que o trabalho no centro de documentação de imagens é um processo contínuo e que não faz sentido se pensar separadamente as etapas de seleção, descrição, indexação e pesquisa, amparados pela teoria arquivística.


Palavras-chave


Centro de Documentação; Arquivo de Imagens; Arquivo Televisivo

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, C. A.; DUARTE, E. N. A relação entre a ciência da informação e a ciência da administração. Transinformação, Campinas, v. 27, n. 1, jan./abr. 2015. Disponível em: . Acesso em: 05 maio 2016.

BELLOTTO, H. L. Arquivos permanentes: tratamento documental. 4. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006. 318 p.

BRASIL. Arquivo Nacional. Dicionário Brasileiro de Terminologia Arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2004. 231 p. Disponível em: . Acesso em: 11 maio 2016.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). O que é um thesaurus. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2011. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2016.

COMPARATO, D. Da criação ao roteiro. Rio de Janeiro: Rocco, 2000. 486 p.

EDMONDSON, R. Filosofia e princípios da arquivística audiovisual. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Preservação Audiovisual/Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, 2013. 224 p.

FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE ARQUIVOS DE TELEVISÃO (FIAT). Disponível em: . Acesso em: 07 maio 2016.

FEDERAÇÃO INTERNACIONAL DE ARQUIVOS FÍLMICOS (FIAF). Disponível em: . Acesso em: 09 maio 2016.

FERNEDO, E. Recuperação da informação: análise sobre a contribuição da Ciência da Computação para a Ciência da Informação. 2003. 137 f. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) - Universidade de São Paulo, Escola de Comunicação e Artes, São Paulo, 2003. Disponível em: . Acesso em: 02 jun. 2016.

LOPES, A. de Q. Reflexões arquivísticas no processo de gestão de documentos de imagens em movimento produzidos e/ou recolhidos em virtude da atividade fim de uma emissora de televisão. 2016. 109 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Ciência da Informação, Belo Horizonte, 2016.

RAYO, M. I. G. La selección del material audiovisual de televisión. 2004. 384 f. Tese (Doutorado em Documentação) – Universidad Carlos III de Madrid, Departamento de Biblioteconomía y Documentación, Madrid, 2004.

ROUSSEAU, Jean-Yves; COUTURE, C. Os fundamentos da disciplina arquivística. Lisboa: Dom Quixote, 1998. 360 p.

SCHELLENBERG, T. R. Arquivos modernos: princípios e técnicas. 6. ed. Rio de Janeiro: Editora FVG, 2006. 386 p.

TESSITORE, V. Como implantar centros de documentação. São Paulo: Arquivo do Estado/Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2003. 52 p.

UNESCO. Recomendación sobre la Salvaguardia y la Conservación de las Imágenes en Movimiento. 1980. Disponível em: . Acesso em: 05 mar. 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2018v23n2p340

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional