Análise de Redes Sociais no processo de mediação em rede de coautoria: avaliação das dinâmicas de colaboração docente

Guilherme Ataíde Dias, Alzira Karla Araújo da Silva, André Luiz Dias de França, Liliane Braga Rolim Holanda de Souza, Anna Carollyna de Bulhões Moreira Silva

Resumo


Introdução: As redes de coautorias de produção científica nos programas de pós-graduação evidenciam as colaborações científicas existentes entre seus membros, sendo assim, o estudo destas redes por meio da Análise de Redes Sociais (ARS) ao apresentar sua estrutura e dinâmica, contribuem para realinhar e otimizar os esforços de pesquisa. Objetivo: Analisa a colaboração científica por meio das redes de coautoria formada entre os docentes do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal da Paraíba (PPGCI/UFPB). Metodologia: Utiliza o método da Análise de Redes Sociais (ARS). Caracteriza-se como uma pesquisa descritiva de cunho quantitativo. O universo constitui-se das produções científicas docentes do PPGCI/UFPB referentes ao triênio 2011-2013, declaradas em seus Currículos Lattes. Resultados: A rede delineada apresentou baixa densidade. Verificou-se que existe o destaque de alguns atores no que diz respeito a coautoria, conforme indicado pelas métricas obtidas. Conclusão: Os resultados encontrados fornecem subsídios para a melhoria do programa de pós-graduação estudado.


Palavras-chave


Rede de Co-autoria; Colaboração Científica; Análise de Redes Sociais

Texto completo:

PDF

Referências


ACIOLI, S. Redes Sociais e Teoria Social: revendo os fundamentos do conceito. Informação&Informação, Londrina, v. 12, n. esp., 2007.

BALANCIERI, R. et al. A análise de redes de colaboração científica sob as novas tecnologias de informação e comunicação: um estudo na plataforma lattes. Ciência da Informação, n. 34, p. 64–77, 2005.

BRANDÃO, W. C.; PARREIRAS, F. S.; SILVA, A., B. O. Redes em ciência da informação: evidências comportamentais dos pesquisadores e tendências evolutivas das redes de co-autoria. Informação&Informação, Londrina, v. 12, n. esp., jan./jun. 2007.

BUFREM, L. S.; GABRIEL JUNIOR, R. F.; GONÇALVES, V. Práticas de coautoria no processo de comunicação científica na pós-graduação em ciência da informação no Brasil. Informação&Informação, Londrina, v. 15, n. esp., p. 110-129, 2010.

DIAS, G. A. et al. Relações de colaboração entre os programas de pós graduação stricto sensu brasileiros na área da ciência da informação: modelagem baseada em grafos e programa de infometria. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 11, 2010. Rio de Janeiro. Anais eletrônicos... Rio de Janeiro: ENANCIB, 2010. Disponível em: . Acesso em: 21 jul. 2011.

FRANÇA, A. L. D. Análise de Redes Sociais: o fluxo de informações do Sistema Nacional de Transplantes do Brasil. Saarbrücken - Alemanha: Novas Edições Acadêmicas, 2013.

GIL, A. C. Como elaborar projeto de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2004.

______. Métodos e técnicas em pesquisa social. São Paulo: Atlas, 1999.

HAYASHI, M. C. P. I.; HAYASHI, C. R. M.; LIMA, M. Y. de. Análise de redes de co-autoria em artigos científicos em Educação Especial. Liinc em Revista, v. 4, p. 84-103, 2008.

KATZ, J. S.; MARTIN, B. R. What is research collaboration? Research Policy, Amsterdam, n. 26, p. 1-18, 1997.

LARA, M. L. G.; LIMA, V. M. A. (Org.) Termos e conceitos sobre redes sociais. In: POBLACIÓN, D. A.; RAMOS, L. M. V. S. C.; MUGNAINI, R.; EPSTEIN, I. (Org.). Redes sociais e colaborativas em informação científica. São Paulo: Angellara, 2009. v. 1.

MAIA, M. de F. S.; CAREGNATO, S. E. Coautoria como indicador de redes de colaboração científica. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 13, n. 2, p. 18-31, maio/ago. 2008.

MAIA, M. de F. S.; ZANOTTO, S. R.; CAREGNATO, S. E. Colaboração científica e análise das redes sociais. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, Rio Grande, v. 25, n. 2, p. 43-55, jul./dez. 2011.

MARTELETO, R. M. Redes sociais, mediação e apropriação de informações: situando campos, objetos e conceitos na pesquisa em Ciência da Informação. Pesquisa brasileira em ciência da informação, Brasília, v. 3, n. 1, p. 27-46, jan./dez. 2010.

______. Análise de redes sociais: aplicação nos estudos de transferência da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 30, n. 1, p. 71-81, jan./abr. 2001.

MATHEUS, R. F.; SILVA, A. B. de O. Análise de redes sociais como método para a Ciência da Informação. DataGramaZero: Revista de Ciência da Informação, v. 7, n. 2, abr. 2006.

MATHEUS, R. F.; SILVA, A. B. de O. Fundamentação básica para a análise de redes sociais: conceitos, metodologia e modelagem matemática. In: POBLACIÓN, D.; MUGNAINE, R.; RAMOS, L. M. S. V. Redes sociais e colaborativas em informação científica. São Paulo: Angellara Editora, 2009. p. 239-287.

MENA-CHALCO, J. P.; DIGIAMPIETRI, L. A.; CESAR JÚNIOR, R. M. Caracterizando as redes de coautoria de currículos Lattes. In: BRAZILIAN WORKSHOP ON SOCIAL NETWORK ANALYSIS AND MINING (BraSNAM), 2012. Disponível em: . Acesso em: 15 jul. 2014.

NEWMAN, M. E. J. Who is the best connected scientist?: a study of scientific coauthorship networks. Santa Fé: The Santa Fé Institute, 2000.

RECUERO, R. Redes sociais na internet. Sulina: Porto Alegre, 2009.

SILVA, A. B. O. et al. Estudo da rede de co-autoria e da interdisciplinaridade na produção científica com base nos métodos de análise de redes sociais: avaliação do caso do Programa de pós-graduação em Ciência da Informação - PPGCI/UFMG. Encontros Bibli, Florianópolis, v. especial, p. 179-194, 2006.

_____. Análise de redes sociais como metodologia de apoio para a discussão da interdisciplinaridade na ciência da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 35, n. 1, p. 72-93, jan./abr. 2006.

SILVA, A. K. A.; BARBOSA, R. R.; DUARTE, E. N. Rede social de coautoria em ciência da informação: estudo sobre a área temática de "organização e representação do conhecimento". Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 22, n. 2, p. 63-79, maio/ago. 2012.

SOLLA PRICE, D. J. O desenvolvimento da ciência: análise histórica, filosófica, sociológica e econômica. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1976.

SOUSA, Paulo de Tarso Costa de. Metodologia de análise de redes sociais. In: MUELLER, Suzana P. M. (Org.) Métodos para a pesquisa em Ciência da Informação. Brasília: Thesaurus, 2007.

SONNENWALD, D. H. Scientific collaboration. Annual Review of Information Science and Technology, v. 41, n. 1, p. 643-681. 2007.

TERRA, J. C. Análise de redes sociais: melhorando o desempenho individual e organizacional. Disponível em: . Acesso em: 17 jul. 2014.

TOMAÉL, M. I.; ALCARÁ, A. R.; DI CHIARA, I. G. Das redes sociais à inovação. Ciência da Informação, Brasília, v. 34, n. 2, p. 93-104, maio/ ago. 2005.

VANS, S. A. de S. As redes de colaboração científica no Brasil: 2004-2006. Porto Alegre, 2009. 204 f. Tese (Doutorado em Comunicação e Informação) – Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

VANZ, S. A. de S.; STUMPF, I. R. C. Procedimentos e ferramentas aplicados aos estudos bibliométricos. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v. 20, n. 2, p. 65-75, maio/ago. 2010.

WASSERMAN, S.; FAUST, K. Social network analysis: Methods and Applications. Boston: Cambridge Press, 1999.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2018v23n3p417

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional