A biblioteca na província de Minas Gerais

Nayara Célia Ribeiro Souza, Renato Pinto Venâncio

Resumo


Introdução: Com a vinda da Família Real e da Corte portuguesa para o Brasil, além do crescimento do hábito de ler e da venda de livros, houve também a criação de instituições, como de biblioteca pública, teatro, imprensa e academias literárias e científicas. Mais especificamente em Minas Gerais, no século XIX, houve na capital da província a criação de bibliotecas.

Objetivo: Baseando-se em um estudo feito por Luiz Antonio Gonçalves da Silva (2010) sobre as bibliotecas brasileiras vistas pelos viajantes no século XIX, pretende-se com este artigo apresentar informações sobre as bibliotecas encontradas em Minas Gerais nesse período.

Metodologia: A metodologia se dá por meio da análise documental mediante leitura, análise e interpretação de periódicos mineiros disponíveis na Hemeroteca Digital Brasileira.

Resultados: Fragmentos que fazem alusão à biblioteca em Minas Gerais foram identificados nos periódicos “O Universal”, “O Astro de Minas”, “Abelha do Itaculumy”, constituindo elementos importantes para constatação do objetivo proposto.

Conclusão: Foi possível constatar que em Minas Gerais houve bibliotecas particulares, públicas, escolares e acadêmicas, sociedades literárias e gabinetes de leitura.


Palavras-chave


Biblioteca; Minas Gerais; Século XIX

Texto completo:

PDF

Referências


ABELHA DO ITACULUMY. Ouro Preto, 18 mar. 1825.

ARAÚJO, Maria Marta. Com quantos tolos se faz uma república?: Padre Correia de Almeida e sua sátira ao Brasil oitocentista. Belo Horizonte: UFMG, 2007. 319 p.

AVÉ-LALLEMANT, Robert. Viagem pelo Sul do Brasil: no Ano de 1858. Rio de Janeiro: INL, 1953. Disponível em: http://antigo.mcb.org.br/ernMain.asp >. Acesso em: 12 jul. 2014.

AZEVEDO, Manuel Duarte Moreira. Sociedades fundadas no Brasil desde os tempos coloniais até o começo do atual reinado. Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Rio de Janeiro, Tomo 48, Parte 1, p. 265-322. 1885.

BATES, Henry Walter. O naturalista no rio Amazonas. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1944. Disponível em: http://www.brasiliana.com.br/obras/o-naturalista-no-rio-amazonas>. Acesso em: 7 jul. 2014.

BRASIL. Lei de 15 de outubro de 1827. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/LIM/LIM-15-10-1827.htm>. Acesso em: 7 jul. 2014.

CALLCOT, Maria Dundas Graham Lady. Diário de uma viagem ao Brasil e de uma estada nesse país durante parte dos anos de 1821, 1822, 1823. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1956. p. 258-9. Disponível em: http://antigo.mcb.org.br/ernMain.asp>. Acesso em: 7 jul. 2014.

DEBRET, Jean-Baptiste. Viagem pitoresca e histórica ao Brasil (1816-1839). 2. ed. São Paulo: Martins, 1940.

MAWE, John. Viagens ao interior do Brasil (1807-1810). São Paulo: EDUSP, 1978. p. 158. Disponível em: http://antigo.mcb.org.br/ernMain.asp>. Acesso em: 9 jul. 2014.

MORAES, Rubens Borbae. Livros e bibliotecas no Brasil colonial. 2. ed. Brasília: Brinquet de Lemos, 2006.

MOREIRA, Luciano da Silva. Imprensa e política: espaço público e culta política na província de Minas Gerais 1828-1842. 2006. 270 f. Dissertação (Mestrado em História) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2006. Disponível em: http://hdl.handle.net/1843/VCSA-6X6LY9>. Acesso em: 14 jul. 2014.

MOTTA, Rosemary Tofani. Baptista Caetano de Almeida: um mecenas do projeto civilizatório em São João dél-Rei no início do século XIX – a biblioteca, a imprensa e a sociedade literária. 2000. 17 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Escola de Biblioteconomia, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2000.

O ASTRO DE MINAS. São João del Rei, dez. 1827.

O UNIVERSAL. Ouro Preto, mar. 1831.

SILVA, Luiz Antonio Gonçalves. Bibliotecas brasileiras vistas pelos viajantes no século XIX. Ciência da Informação, Brasília, v. 39, n. 1, p. 67-87, jan./abr. 2010. Disponível em: . Acesso em: 9 jul. 2014.

VEIGA, José Pedro Xavier. A imprensa em Minas Gerais (1807-1897). Ouro Preto: Imprensa Oficial de Minas Gerais, 1892.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2016v21n1p448

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional