Ética bibliotecária em universidades do Norte e Nordeste do Brasil

Francisco das Chagas de Souza

Resumo


Introdução: As noções de responsabilidade social e de boa prática profissional estão se constituindo cada vez mais em referência para a atuação de empresas, governos e profissões. Os bibliotecários brasileiros encontram tais noções no Código de Ética do Bibliotecário e, internacionalmente, no Código de Ética do bibliotecário e de outros profissionais da informação, da IFLA.

Objetivo: Analisar o discurso consolidado nos portais de bibliotecas de dez universidades das regiões Norte e Nordeste do Brasil.

Metodologia: Análise do discurso textual.

Resultados: Síntese das posturas manifestas nos portais das Bibliotecas Universitárias, referentes às condutas que adotam na relação com seus usuários.

Conclusões: O bibliotecário não distingue sua ética pessoal daquela disposta na  norma ética de sua  profissão. Enquanto sua ética pessoal é utilitária, a ética profissional disposta no código de ética do bibliotecário brasileiro é deontológica. Os portais de Bibliotecas Universitárias estudadas oferecem uma expressão muito aquém do desejável em se tratando de ética profissional bibliotecária.


Palavras-chave


Palavras-chaves: Ética profissional; Ética do bibliotecário; Brasil – biblioteca universitária.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2015v20n1p43

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional