A terminologia indígena na fala do amazônida.

Maria Odaisa Espinheiro de Oliveira

Resumo


A Representação Simbólica das Narrativas Populares da Amazônia Paraense como Linguagem de Informação (RESNAPAP), é um projeto de pesquisa da Faculdade de Biblioteconomia da Universidade Federal do Pará, no Brasil, que vem estudando a terminologia através de narrativas orais. O objetivo do trabalho é conhecer a terminologia indígena de termos retirados de narrativas orais. Para alcançar esse objetivo, foram recolhidas, pelo projeto “O Imaginário nas Formas Narrativas Orais da Amazônia Paraense (IFNOPAP)”, 102 narrativas em dois municípios da Amazônia Paraense localizados as margens de dois importantes rios de concentração indígena: um no município de Cametá, próximo ao rio Tocantins, e o outro no município de Altamira, próximo ao rio Xingu. Esse artigo apresenta os termos, que o projeto RESNAPAP denomina de culturais, vistos como unidades lexicais da linguagem natural representativa da realidade sociocultural do amazônida. Assim, os termos de origem indígena foram organizados para se observar a contribuição lexical do étimo indígena no português falado da Amazônia e, também, para ser representado pelas tradições históricas e socioculturais.

Palavras-chave


Terminologia indígena; Classificação; Altamira; Cametá; Amazônia Paraense.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2008v13n1p32

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional