Ler, contemplar, interpretar ou "lição..." versus "amar..."

Terezinha Elisabeth da Silva

Resumo


Este artigo apresenta breve discussão teórica acerca das relações entre livro e filme e a respeito de adaptações cinematográficas de obras literárias. Mostra as convergências e divergências que ocorrem entre o texto de “Amar, verbo intransitivo” de Mário de Andrade e o filme “Lição de amor” de Eduardo Escorel, adaptado daquele romance.

Palavras-chave


Amar, Verbo Intransitivo; Lição de Amor; Adaptações cinematográficas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2003v8n1p39



  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional