Bibliotecários das forças armadas: perfis e concepções

Márcio da Silva Finamor

Resumo


Introdução: Neste artigo procura-se conhecer o perfil dos bibliotecários(as) militares das Forças Armadas, evidenciando as práticas dos bibliotecários, seu perfil, seus afazeres do dia a dia, tanto no âmbito da Biblioteconomia como na própria Força Armada.
Objetivo: Traçar um breve panorama do perfil dos bibliotecários(as) militares das Forças Armadas, verificando as diferenças, as semelhanças e a realidade dos bibliotecários(as) militares e fazendo um pequeno comparativo com os bibliotecários(as) civis.
Metodologia: Optou-se pelo método descritivo e analítico do perfil dos bibliotecários(as) das Forças Armadas. Para a coleta dos dados, foi utilizado um pequeno questionário com perguntas abertas e fechadas. Na coleta e compilação dos dados foi utilizada a ferramenta “surveymonkey”.
Resultados: Bibliotecários(as) militares, além de exercerem o ofício de sua profissão, exercem outras atividades militares ou associadas. As atividades da Biblioteconomia não são diferentes em cada Força Armada, parece-nos similar às das outras Forças como também às executadas por civis. O que difere são as atividades militares (em geral) que os civis não executam e também as responsabilidades de gestão organizacional, gerência de pessoas e de outros departamentos, além da Biblioteca ou da Unidade de Informação.
Conclusões: Conclui-se que os bibliotecários(as) militares exercem papéis estratégicos em conjunto com a Força, exercendo grandes influências através da gestão da informação e serviços informacionais sobre inúmeras atividades de apoio à organização militar e nas tomadas de decisões. É fundamental que a formação do bibliotecário contemple em seus currículos disciplinares o horizonte crítico e habilidades de antecipar ameaças.  

 


Palavras-chave


Bibliotecários; Forças Armadas; Perfil e concepções

Texto completo:

PDF

Referências


CASTRO, J. L. de; SILVA, L. E. F. da; OLIVEIRA, A. N. Construções intersubjetivas na prática profissional bibliotecária: reflexões. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v.28, n.2, p. 163-178, maio/ago. 2018. Disponível em: http://www.periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/ies/article/view/37981/pdf. Acesso em: 10 set. 2018.

FONSECA, A. M. F.; ODDONE, N. Breves reflexões sobre o profissional da informação e sua inserção no mercado de trabalho. In: CINFORM – ENCONTRO NACIONAL DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 6., 14-17 jun. 2005, Salvador. Anais... Disponível em: http://www.cinform.ufba.br/vi_anais/docs/AngelaNanci.pdf. Acesso em: 4 set. 2018.

GOTTSCHALG-DUQUE, C.; SANTOS, J. D. F. A Concorrência do Bibliotecário no Século XXI. In: RIBEIRO, A. C. M. L.; FERREIRA, P. C. G. Bibliotecário do Século XXI pensando o seu papel na contemporaneidade. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/livros/livros/180406_bibliote. Acesso em: 14 set. 2018.

GOYARD-FABRE, S. Princípios filosóficos do direito político moderno. São Paulo, Martins Fontes, 2002.

JAPIASSU, H. F; MARCONDES, D. Dicionário básico de filosofia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006.

PALETTA, F. C. Acesso, apropriação e uso da informação na sociedade em rede: desafios na formação do profissional da informação. In: MODESTO, J. F. (Org.); PALETTA, F. C. (Org.). Tópicos para o ensino de Biblioteconomia. São Paulo: Editora Livre Expressão, 2016. p. 184. Disponível em: http://www3.eca.usp.br/sites/default/files/form/biblioteca/acervo/textos/002746. Acesso em: 14 ago. 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2317-4390.2018v7n2p116

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Inf. Prof.

Londrina/PR - Brasil
ISSN: 2317-4390 (versão online)

DOI: 10.5433/2317-4390

infoprof@uel.br



Esta obra está licenciada com uma licença Attribution 4.0 International (CC BY 4.0)