Trabalho colaborativo professor e bibliotecário no desenvolvimento de um projeto: um estudo de caso

Gleice Pereira, Elane Couto Uliana

Resumo


Introdução: Aborda a importância do trabalho colaborativo cada vez mais imprescindível no trabalho educativo do bibliotecário.
Objetivo: Analisar como ocorre a colaboração entre o professor e a bibliotecária.
Metodologia: Durante o período de seis meses do ano letivo de 2016, a pesquisadora e a bibliotecária observaram informalmente o que mais despertava o interesse dos discentes, quando eles estavam em momentos de lazer na ambiência de uma escola de Ensino Fundamental da Prefeitura de Vitória/ES.  Assim, nossa proposta foi norteada em uma pesquisa ação e a turma escolhida para análise foi a do 5º ano. O embasamento teórico da pesquisa foi ancorado na perspectiva de colaboração de Montiel Overall (2005) e Snyder (2011) no contexto dos fragmentos felizes da escola.
Resultado: Foi evidenciado uma diferenciação da rotina na forma de fazer pesquisa dado a frequência dos alunos no contraturno na biblioteca.
Conclusão: O nível de colaboração do bibliotecário ocorreu no Modelo D, o Currículo Integrado, segundo taxonomia de Montiell-Overal (2005).


Palavras-chave


Biblioteconomia; Trabalho educativo do bibliotecário; Colaboração

Texto completo:

PDF

Referências


ABUD, Katia Maria. Registro e representação do cotidiano: a música popular na aula de história. Cad. Cedes, Campinas, v.25, n. 67, p. 309-317. set./dez. 2005. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 30 mar.2017.

AMERICAN ASSOCIATION OF SCHOOL LIBRARIANS/ASSOCIATION FOR EDUCATIONAL COMMUNICATIONS AND TECHNOLOGY. Information power: building partnerships for learning. Chicago: ALA, 2007.

BRÉSCIA, Vera Lúcia Pessagno. Educação Musical: bases psicológicas e ação preventiva. São Paulo: Átomo, 2003.

CAMPELLO, Bernadete Santos et al. A biblioteca escolar: temas para uma prática pedagógica. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

CASARIN, Helen de Castro Silva et al. Colaboração entre professores e bibliotecários no contexto escolar. Ensino em Re-Vista, v. 20, n. 2, p. 367- 380, 2013. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/115036. Acesso em: 30 mar. 2017.

FÉLIX, Andreza Ferreira. Práticas educativas em bibliotecas escolares: a perspectiva da cultura escolar: uma análise de múltiplos casos na RME/BH. 2015. 124 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2014.

IFLA/UNESCO. Manifesto IFLA/UNESCO para biblioteca escolar. São Paulo: 2006. Disponível em: http://www.ifla.org/files/school-librariesresourcecenters /publicatio ns/schoollibrary-guidelines/ sch oollibraryguidelines-pt_br.pdf. Acesso em: 10 fev. 2017.

GARDNER, Howard. Inteligências Múltiplas: a teoria na prática. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

MONTIEL-OVERALL, Patricia. A theoretical understanding of teacher and librarian collaboration (TLC). School Libraries Worldwide, v. 11, n. 2, p. 24- 48, July 2005a. Disponível em: http://murraylib604.org/TheoreticalUnderstanding.pdf. Acesso em: 12 mar. 2017.

MONTIEL-OVERALL, Patricia. Further understanding of collaboration: a case study with teachers and librarians. School Libraries Worldwide, v.16, n. 2, p. 31-54, 2010. Disponível em: https://www.questia.com/library/journal/1P3- 2200934101/further-understanding-of-collaboration-a-case-study. Acesso em: 12 mar. 2017.

MONTIEL-OVERALL, Patricia; GRIMES, K. Teachers and Librarians Collaborating on Inquiry-Based Science Instruction: A Longitudinal Study. Library and Information Science Research, v. 35, n. 1, p. 41-53, 2013. Acesso em: 12 mar. 2017.

PEREIRA, Gleice. A colaboração no contexto da função educativa do bibliotecário. 2016. 144 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2016.

PEREIRA, Susy dos Santos. Biblioteca escolar e a orientação à pesquisa bibliográfica: a situação na rede pública de ensino. 2012. Disponível em: http://gebe.eci.ufmg.br/downloads/303.pdf. Acesso em: 18 fev.2106.

SENGE, Peter. A quinta disciplina: arte e prática da organização que aprende. Rio de Janeiro: Best Seller, 2012.

SMALL, Ruth. V. Collaboration: where does it begin? Teacher librarian, v. 29, n. 5, jun. 2002, p.8-11. Disponível em: https://eric.ed.gov/?id=EJ656151. Acesso em: 20 mar. 2016

SNYDERS, Georges. A escola pode ensinar as alegrias da música? São Paulo: Cortez,1992.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa-ação. São Paulo: Cortez, 2000




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2317-4390.2018v7n2p138

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Inf. Prof.

Londrina/PR - Brasil
ISSN: 2317-4390 (versão online)

DOI: 10.5433/2317-4390

infoprof@uel.br



Esta obra está licenciada com uma licença Attribution 4.0 International (CC BY 4.0)