Representações do negro nos manuais didáticos “História: Sociedade & Cidadania”

Giovanni França Oliveira, Andrea de Souza Ferrão

Resumo


Este artigo tem como principal objetivo fazer uma reflexão a respeito das representações do Negro no Manual didático de História do 6° ao 8° da coleção “História: Sociedade & Cidadania”. Esta Coleção teve maior receptividade entre os professores de História na rede municipal de ensino de Campo Grande/Mato Grosso do Sul na última escolha de livros pelo Plano Nacional do Livro Didático.  


Palavras-chave


Manuais didáticos; Educação étnico-racial; Negro; África

Texto completo:

PDF

Referências


BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Produção didática de História: trajetórias de pesquisas. Revista de História, São Paulo, n. 164, p. 487-516, jan./jun. 2011.

BOULOS JÚNIOR, Alfredo. História: sociedade & Cidadania, 6°ano. 3. ed. São Paulo: FTD, 2015a.

BOULOS JÚNIOR, Alfredo. História: sociedade & Cidadania, 7°ano. 3. ed. São Paulo: FTD, 2015b.

BOULOS JÚNIOR, Alfredo. História: sociedade & Cidadania, 8°ano. 3. ed. São Paulo: FTD, 2015c.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações étnico-raciais e para o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana. Brasília: MEC, 2004.

BRASIL. Lei n. 10.639, de 9 de Janeiro de 2003. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática "História e Cultura Afro-Brasileira", e dá outras providências. Brasília: Presidência da República, 2003.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de Dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Presidência da República, 1996.

BRASIL. Lei n. 11.645, de 10 Março de 2008.Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, modificada pela Lei no 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena”.Brasília: Presidência da República, 2008.

BRASIL. Ministério da Educação. Base nacional comum curricular: educação é a base. Brasília: MEC, [2018]. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/. Acesso em: 05.jan.2021.

CAIMI,Flávia Eloisa. O que sabemos (e o que não sabemos) sobre o livro didático de história: estado do conhecimento, tendências e perspectivas. In: GALZERANI, Maria Carolina Bovério; BUENO, João Batista Gonçalves;

PINTO JÚNIOR, Arnaldo (org.). Paisagens da pesquisa contemporânea sobre o livro didático de história. Jundiaí: Paco Editorial, 2013. v. 1, p. 35-52.

CHARTIER, Roger. À beira da falésia: a história entre incertezas e inquietudes. Porto alegre: Ed. Universidade/UFRGS, 2002.

CHOPPIN, Alain. História dos livros e das edições didáticas: sobre o estado da arte. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.30, n.3, p. 549-566, set./dez. 2004.

CHOPPIN, Alain. O historiador e o livro escolar. História da Educação. (FAE/UFPel), Pelotas, n. 11, p. 5-24, abr. 2002.

CHOPPIN, Alain.Políticas dos livros escolares no mundo: perspectiva comparativa e histórica. História da Educação, Pelotas, v. 12, n. 24, p. 9-28, jan./abr. 2008.

FNDE – FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO. Programas do livro. Brasília: FNDE, [2017]. Disponível em: https://www.fnde.gov.br/index.php/programas/programas-do-livro/pnld/dados-estatisticos. Acesso em: 05.jan.2021.

GEVAERD, Rosi Terezinha Ferrarini. A ideia de escravidão presente na narrativa de manuais didáticos de história. Hist. R., Goiânia, v. 17, n. 1, p. 105-120, 2012.

MARQUES, Eugenia Portela Siqueira; CALDERONI, Valeria Aparecida Mendonça. Os deslocamentos epistêmicos trazidos pelas leis 10.639/2003 e 11.645/2008: possibilidades de subversão à colonialidade do currículo escolar. Opsis, Catalão, v. 16, p. 299-315, 2016.

MORAES, Luciene M. S.; MORAES, Wallace dos Santos. A revolta dos malês nos livros didáticos de história e a lei 10.639/2003: uma análise a partir da epistemologia social escolar. In: MONTEIRO, Ana Maria;

GABRIEL, Carmen Teresa, ARAÚJO, Cinthia Monteiro de; COSTA, Warley da (org.). Pesquisa em ensino de história: entre desafios epistemológicos e apostas políticas.Rio de Janeiro: Mauad X: FAPERJ, 2014.v. 1, p.209-225.

MUNANGA, Kabengele. Uma abordagem conceitual das noções de raça, racismo, identidade e etnia. Cadernos PENESB, Rio de janeiro, n.5, p. 15-34, 2004.

OLIVA, Anderson Ribeiro. Reflexos atlânticos:representações e ideias sobre a África contemporânea nos manuais escolares em Portugal (1995-2005). In: MAGALHÃES, Sônia Maria de; SILVA, Maria da Conceição (org.). Ensino de história: aprendizagens, políticas públicas e materiais didáticos.Goiânia: PUC Goiás, 2012. v. 1, p. 179-203.

PEREIRA, AmilcarAraujo. “Por uma autêntica democracia racial!”: os movimentos negros nas escolas e nos currículos de história. Revista História Hoje, São Paulo, v. 1, p. 111-128, 2012.

PEREIRA, AmilcarAraujo. O movimento negro brasileiro e a lei nº 10.639/2003: da criação aos desafios. Revista Contemporânea de Educação, Rio de Janeiro, v. 11, n. 22, ago./dez. 2016.

QUEIROZ, Suely Robles Reis de. Escravidão negra em debate. In:

FREITAS, Marcos Cézar (org.). Historiografia brasileira em perspectiva. Bragança: Universidade São Francisco: Contexto, 1998.v. 1, p. 103-118.

SQUINELO, Ana Paula; BARCA, Isabel; SOLÉ, Glória. O conceito -escravidão- nos manuais didáticos de história: diálogos, itinerários e narrativas em Brasil e Portugal. História & Ensino, Londrina, v. 24, p. 55-85, 2018.

SQUINELO, A. P. (2016). Concepções historiográficas e ensino de história: a Guerra do Paraguai nas coleções didáticas Projeto Radix: História e História, Sociedade & Cidadania (PNLD 2014). Diálogos, 19(3), 1121-1139.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2021v27n1p195

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br