O Ensino de História no Ensino Médio Integrado: reflexões a partir das narrativas de estudantes de dois cursos técnicos

Adriano Larentes da Silva, Leandro Regis

Resumo


O Ensino Médio Integrado (EMI) se apresenta enquanto possibilidade de formação educacional que conecta formação básica e formação profissional sob um mesmo curso, a fim de possibilitar uma formação omnilateral dos sujeitos. Nesta senda, o ensino de História no contexto do EMI deve permitir que os estudantes reflitam os diversos construtos humanos erigidos ao longo do tempo. O presente artigo busca, por meio de pesquisas bibliográficas e de campo, realizadas junto a estudantes de dois cursos técnicos integrados do Instituto Federal de Santa Catarina, Campus Gaspar, pensar o EMI e o ensino de História como parte de um processo de formação humana ampla e integral e, assim identificar como os discentes participantes da pesquisa entendem o ensino de História no contexto de sua formação técnica e geral. Os resultados indicam que o ensino de História é relevante na medida em que permite aos estudantes do EMI, ao serem levados ao contato com as diversas trajetórias humanas historicamente constituídas, se entenderem como sujeitos históricos capazes de uma pensar-agir consciente na relação de conhecimento entre passado e presente, a fim de fomentarem um futuro melhor nas relações humanas, em todos os espaços em que elas ocorrem.

Palavras-chave


Ensino Médio Integrado; Ensino de História; Relações humanas

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Adilson Cesar; SILVA, Cláudio Nei Nascimento. Ensino médio integrado: uma formação humana, para uma sociedade mais humana. In:

ARAÚJO, Adilson Cesar; SILVA, Cláudio Nei Nascimento (org.). Ensino médio integrado no Brasil: fundamentos, práticas e desafios. Brasília: IFB, 2017. p. 9-19.

ARAÚJO, Ronaldo Marcos; FRIGOTTO, Gaudêncio. Práticas pedagógicas e ensino integrado. Educação em Questão, Natal, v. 52, n. 38, p. 61-80, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/download/7956/5723/. Acesso em: 18 jun. 2018.

ARROYO, Miguel G. Currículo, território em disputa. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 2013.

BITTENCOURT, Circe (org.). O saber histórico na sala de aula. 11. ed. São Paulo: Contexto, 2009.

BRASIL. Decreto n. 5.154, de 23 de julho de 2004. Regulamenta o § 2 do art. 36 e os arts. 39 a 42 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e dá outras providências. Brasília: Presidência da República, 26 jul. 2004. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/decreto/d5154.htm. Acesso em: 14 nov. 2017

CERRI, Luis Fernando. Os conceitos de consciência histórica e os desafios da didática da História. Revista de História Regional, Ponta Grossa, v. 6, n. 2, p. 93-112, 2001. Disponível em: http://www.revistas2.uepg.br/index.php/rhr/article/view/2133. Acesso em: 10 set. 2018.

CIAVATTA, Maria. A formação integrada: a escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. In: FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. (org.). Ensino médio integrado: concepção e contradições. São Paulo: Cortez, 2005. p. 83-105.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GRAMSCI, Antonio. Os intelectuais e a organização da cultura. Tradução de Carlos Nelson Coutinho. 4. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1982.

HOBSBAWN, Eric. Sobre História. Tradução de Cid Knipel Moreira. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

MOURA, Dante Henrique. Educação básica e educação profissional e tecnológica: dualidade histórica e perspectivas de integração. Holos, Natal, v. 2, p. 4-30, 2007. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/viewFile/11/110. Acesso em: 15 nov. 2017.

PLÁ, Sebastián. La enseñanza de la historia como objeto de investigación. Secuencia, México, n. 84, p. 161-184, 2012. Disponível em: http://www.scielo.org.mx/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0186-03482012000300007. Acesso em: 23 maio 2018.

RAMOS, Marise. Ensino médio integrado: ciência, trabalho e cultura na relação entre educação profissional e educação básica. In: MOLL, J. et al. (org.). Educação profissional e tecnológica no Brasil contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: Artmed, 2010. p. 42-57.

RAMOS, Marise Nogueira. Ensino médio integrado: lutas históricas e resistências em tempos de regressão. In: ARAÚJO, A. C.; SILVA, C. N. N. (org.). Ensino médio integrado no Brasil: fundamentos, práticas e desafios. Brasília: IFB, 2017. p. 20-43.

REVEL, Jacques. Microanálise e construção do social. In: REVEL, Jacques (org.). Jogos de escala: a experiência da microanálise. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1998. p. 15-38.

RÜSEN, Jörn. Razão histórica: teoria da história: fundamentos da ciência histórica. Tradução de Estevão de Rezende Martins. Brasília: UnB, 2001.

SAVIANI, Demerval. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 12, p. 152-180, jan./abr. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v12n34/a12v1234.pdf. Acesso em: 14 nov. 2017.

SCHMIDT, Maria Auxiliadora Moreira dos Santos; GARCIA, Tânia Maria F. Braga. A formação da consciência histórica de alunos e professores e o cotidiano em aulas de história. Cad. CEDES, Campinas, v. 25, n. 67, p. 297-308, set./dez. 2005 . Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?cript=sci_arttext&pid=S0101-32622005000300003&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 10 dez. 2018.

SILVA, Adriano Larentes. Ensino de história no currículo integrado: desafios do tempo presente. Revista História Hoje, São Paulo, v. 5, n. 10, p. 26-45, 2016. Disponível em: https://rhhj.anpuh.org/RHHJ/article/view/302. Acesso em: 15 out. 2017.

SILVA, Marcos. A necessidade da história na aprendizagem escolar. In: FEIJÓ, G. V.; SILVA. T. F. (org.). Ensino e pesquisa em história e humanidades nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia: desafios e perspectiva. Brasília: IFB, 2017. p. 29-44. Disponível em: http://revistaeixo.ifb.edu.br/index.php/editoraifb/article/view/483. Acesso em: 15 mar. 2018.

SILVA, Marcos Antônio da; FONSECA, Selva Guimarães. Ensino de história hoje: errâncias, conquistas e perdas. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 31, n. 60, p. 13-33, dez. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbh/v30n60/a02v3060.pdf. Acesso em: 10 jun. 2018.

VASCONCELOS, José Antônio. Metodologia do ensino de História. Curitiba: Intersaberes, 2012. Disponível em: https://bv4.digitalpages.com.br/?erm=vasconcelos&searchpage=1&filtro=todos&from=busca&page=-2&section=0#/legacy/6052. Acesso em: 20 dez. 2018.

YOUNG, Michael. Para que servem as escolas?. Revista Educação e Sociedade, Campinas, v. 18, n. 101, p. 1287-1302, set./dez. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v28n101/a0228101.pdf. Acesso em: 13 jun. 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2020v26n2p112

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br