Livro didático e imagens: uma análise no Instituto Federal do Maranhão

Delcineide Maria Ferreira Segadilha, David Silva Dias

Resumo


O presente artigo traz como objetivo: analisar o uso de representações iconográficas no livro didático do Terceiro Ano do Ensino Médio dos Cursos de Informática e Comunicação Visual do Instituto Federal do Maranhão, assim como, algumas percepções dos/as estudantes acerca do livro didático e da imagem. A pesquisa se constituiu de dois momentos: inicialmente uma análise de algumas imagens contidas no livro didático e posteriormente a aplicação de um questionário com as referidas turmas. Situamo-nos na dimensão da Historia Cultural; domínio do ensino de História; e campo temático do livro didático e imagem. Teoricamente nos apoiamos em Rüsen (1997, 2006), Burke (2004), Bittencourt (2008) e Ströher (2012), referências que analisam o livro didático e a importância da imagem como fonte histórica. Como resultados, verificamos sensível mudança na apresentação das temáticas históricas a contemplar “minorias” silenciadas nos livros didáticos de História, contudo, ainda a permanência, de modo contundente, de representações esteriotipadas de agentes históricos, a exemplo dos negros. Constatamos ainda, pelas respostas dos questionários aplicados aos/às estudantes, que a noção de Didática da História não se faz presente de maneira perceptível no fazer docente nas aulas de História, dificultando a conexão história, vida prática e aprendizado e, anulando a perspectiva de construção de uma consciência histórica.


Palavras-chave


Livro didático; Imagens; Ensino de História.

Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, José D'Assunção. História e saberes psi: considerações interdisciplinares Revista Internacional Interdisciplinar INTERthesis, Florianópolis, v. 8, n. 2, p. 252-285, jul./dez. 2011.

BERGMANN, Klaus. A história na reflexão didática. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 9, n. 19, p. 29-42, 1990.

BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Ensino de história: fundamentos e métodos. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2018.

BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Livros didáticos entre textos e imagens. In: BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. (org.). O saber histórico na sala de aula. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2003. p. 69-90.

BURKE, Peter. Testemunha ocular: história e imagem. Bauru: EDUSC, 2004.

CAIMI, Flávia Eloisa; OLIVEIRA, Sandra Regina Ferreira de. Progressão do conhecimento histórico entre o ensino fundamental e o ensino médio: um olhar sobre o livro didático. Acta Scientiarum, Maringá, v. 39, p. 483-495, 2017. Suplemento. Disponível em: . Acesso em: 2 ago. 2018.

CAINELLI, Marlene Rosa. Os saberes docentes de futuros professores de história: a especificidade do conceito de tempo. Currículo sem Fronteiras, Braga, v. 8, n. 2, p.134-147, jul./dez. 2008.

CERTEAU, Michel de. A invenção do quotidiano: artes de fazer. Tradução Ephraim Ferreira Alves. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

CHARTIER, Roger. A história cultural: entre práticas e representações. Tradução Maria Manuela Galhardo. 2. ed. Algés: Difel, 2002b.

CHARTIER, Roger. À beira da falésia: a história entre incertezas e inquietude. Tradução Patrícia Chittoni Ramos. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2002a.

COELHO, Ana Lucia Santos; BELCHIOR, Ygor Klain. A BNCC e a história antiga: uma possível compreensão do presente peo passado e do passado pelo presente. Mare Nostrum, Milano, n. 8, p. 62-78, 2017. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2018.

DURKHEIM, Emile. As formas elementares da vida religiosa. São Paulo: Edições Paulinas, 1989.

FONSECA, Ricardo Marcelo. O positivismo, “historiografia positivista” e história do direito. Argumenta Journal Law, Jacarezinho, n. 10, p. 143-166, 2009. Disponível em: . Acesso em: 10 set. 2018.

GEDHI. Grupo de Estudos em Didática da História. Ponta Grossa: 2011. Disponível em: http://gedhiblog.blogspot.com/p/texto-deapresentacao.html. Acesso em: 21 maio 2011.

LE GOFF, Jacques. Para uma outra idade média: tempo, trabalho e cultura no Ocidente. Petrópolis: Vozes, 2013.

MATTOZZI, Ivo. Currículo de história e educação para o patrimônio. Educação em Revista, Belo Horizonte, n. 47, p. 135-155, jun. 2008.

MOTA, Myriam Becho; BRAICK, Patricia Ramos. História: das cavernas ao terceiro milênio. 4. ed. São Paulo: Moderna, 2016.

NUNES, Juliana Aparecida; CERRI, Luís Fernando. Representações dos negros na história do Brasil republicano nos livros didáticos do PNLD – 2015. Ateliê de História, Ponta Grossa, v. 5, n. 2, p. 71-98, 2017. Disponível em: . Acesso em: 5 set. 2018.

OLIVEIRA, Itamar Freitas; OLIVEIRA, Margarida Maria Dias de. Cultura histórica e livro didático ideal: algumas contribuições de categorias rüsenianas para um ensino de História à brasileira. Espaço Pedagógico, Passo Fundo, v. 21, n. 2, p. 223-234, jul./dez. 2014. Disponível em: . Acesso em: 5 set. 2018.

PIRES, Suyan Maria Ferreira. “História de amor para sempre, história de amor para nunca mais...”: o amor romântico na literatura infantil. 2009. 191 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

PIRES, Suyan Maria Ferreira. Representações de gênero em ilustrações de livros didáticos. 2002. Dissertação (Mestrado) - Universidade do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2002.

RÜSEN, Jörn. Didática da história: passado, presente e perspectivas a partir do caso alemão. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 1, n. 2, p. 7-16, jul./dez. 2006. Disponível em: . Acesso em: 5 set. 2018.

RÜSEN, Jörn. El libro de texto ideal: reflexiones entorno a los médios para guiar les clases de história. Nuevas Fronteras de la Historia, Barcelona, año IV, n. 12, p. 79-93, abr. 1997.

STRÖHER, Carlos Eduardo. Aprendendo com as imagens: a função das fontes visuais nos livros didáticos de História. Revista do Corpo Discente do Programa de Pós-Graduação em História da UFRGS, Rio Grande do Sul, v. 4, n. 11, p. 46-70, 2012. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/30634. Acesso em: 5 set. 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2018v24n2p107

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br