Estratégias e táticas na docência da disciplina estudo de problemas brasileiros durante a Ditadura Civil-Militar na Universidade Federal do Paraná (1971-1984)

Rosa Lydia Teixeira Corrêa, Rudimar Gomes Bertotti

Resumo


Neste artigo objetivou-se analisar o processo de docência da disciplina Estudo de Problemas Brasileiros (EPB) na Universidade Federal do Paraná (UFPR) durante a ditadura civil-militar. Instituída como uma versão da Educação Moral e Cívica para o ensino superior, a EPB constituía-se como um componente curricular de conteúdo doutrinário. A pesquisa contou com o uso de diferentes fontes primárias e secundárias, com destaque para fontes orais, que permitiram desvelar nuances do processo de docência da EPB na UFPR. Foram selecionados como categorias de análise nesse trabalho os conceitos de Estratégia e Tática explorados por Michel de Certeau na obra Invenção do Cotidiano. A partir dessas categorias investigou-se a docência dessa disciplina na UFPR com base nos depoimentos de ex-professores de EPB que lecionaram na instituição durante o período ditatorial. Por fim, a análise desvelou que a disciplina de EPB traçou contornos próprios nas salas de aula da UFPR. A partir da adoção de táticas por parte de seus ex-docentes, a EPB traçou caminhos distintos do que seus legisladores previram, ao menos na UFPR.


Palavras-chave


Estudo de Problemas Brasileiros; Ditadura; Ensino superior; História da Educação

Texto completo:

PDF

Referências


BARROSO, Magdaleno Girão. Compreensão da disciplina estudo de problemas brasileiros. Revista Educação, ano 7, n. 27, p. 29-34, 1978.

BERTOTTI, Rudimar Gomes. Caráter, amor à pátria e obediência a lei: disciplina Estudo de Problemas Brasileiros. 2015. 194 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2015.

CERTEAU, M. A invenção do cotidiano. 4. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994. v. 1: Artes de fazer.

CHARTIER, Roger. A história cultural: entre práticas e representações. Lisboa: Diefel; Rio de Janeiro: Bertrand, 1990.

CHARTIER, Roger. Cultura escrita, literatura e história: conversas de Roger Chartier com Carlos A. Anaya, Jesús A. Rosique, Daniel Goldin e Antonio Saborit. Porto Alegre: Artmed Editora, 2001.

DURAN, Marília Claret Geraes. Uma leitura do cotidiano escolar com Michel de Certeau. International Studies on Law and Education, São Paulo, v. 12, p. 43-48, 2012.

FARIA FILHO, Luciano Mendes (org.). Pensadores sociais e história da educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

FARIA FILHO, Luciano Mendes. Instrução elementar no século XIX. In: LOPES, Eliana Marta Teixeira; FARIA FILHO, Luciano Mendes; VEIGA, Cynthia Greive (org.). 500 anos de educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

GONÇALVES, Nadia G. Doutrina de segurança nacional e desenvolvimento na ditadura civil-militar: estratégias e a educação. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA – ANPUH, 26., 2011, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: ANPUH, 2011.

JOSGRILBERG, Fabio B. Cotidiano e invenção: os espaços de Michel de Certeau. São Paulo: Escrituras Editora, 2005.

ROCHA, Roberto Mauro Gurgel. Extensão universitária: comunicação ou domesticação? São Paulo: Cortez: Autores Associados: Universidade Federal do Ceará, 1986.

VIDAL, Diana Gonçalves. A fonte oral e a pesquisa em história da educação: algumas considerações. Educação em Revista, Belo Horizonte, n. 27, p. 7- 16, jul. 1998.

VIEIRA, Carina Silva. Extensão Universitária: concepções presentes na formalização e em propostas e práticas desenvolvidas na Universidade Federal do Paraná (1968-1987). 2014. Dissertação (Mestrado), Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2014.

WARDE, Miriam Jorge; CARVALHO, Marta Maria Chagas de. Política e cultura na produção da História da Educação no Brasil. Contemporaneidade e Educação, Rio de Janeiro, v. 5, n. 7, p. 9-33, 2000.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2019v25n1p409

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br