História e ensino durante a Ditadura Militar no Brasil: uma reflexão a partir das memórias de um professor adventista (1954-1982)

Janaina Silva Xavier, Jonathan Contrera Ávila, Pâmela Silveira da Silva, Willian Batista dos Santos Junior

Resumo


Este texto expõe os resultados de uma pesquisa desenvolvida no curso de Licenciatura em História, do Centro Universitário Adventista de São Paulo, campus Engenheiro Coelho, que teve como objeto de discussão as memórias dos anos de docência de um professor de História, Adventista do Sétimo Dia, durante o período da Ditadura Militar no Brasil (1964-1985). O objetivo do estudo foi contribuir com novas perspectivas a respeito do ensino de História no período ditatorial brasileiro e analisar os discursos envolvidos nas narrativas dos velhos sobre seu passado, explorando a história oral como metodologia de construção histórica. O professor entrevistado Luíz Contrera, de 91 anos, descreveu seu processo formativo e seus anos de docência em diferentes escolas no estado de São Paulo e na capital. Como fundamentação teórica foram escolhidos autores dos campos da memória e da historiografia, a fim de problematizar as narrativas do depoente. O estudo concluiu que os relatos do professor Luíz foram em grande parte condizentes com a história do período, mas revelaram importantes aspectos da realidade docente que servem para reflexão sobre as diversas camadas envolvidas na questão.

Palavras-chave


Memória; Ensino de História; Ditadura Militar; Brasil.

Texto completo:

PDF

Referências


BOSI, Ecléa. Memória e sociedade: memória dos velhos. 13. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

LOURO, Guacira Lopes. Mulheres na sala de aula. In: DEL PRIORE, Mary; PINSKY, Carla Bassanezi (org.). História das mulheres no Brasil. 10. ed. São Paulo: Contexto, 2015.

FERREIRA JUNIOR, Amarilio; BITTAR, Marisa. A ditadura militar e a proletarização dos professores. Caderno Cedes, Campinas, v. 27, n. 97, p. 1159-1179, set./dez. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v27n97/a05v2797.pdf . Acesso em: 1 mar. 2017.

FONSECA, Thais Nívia de Lima. O ensino de história do Brasil: concepções e apropriações do conhecimento histórico (1971-1980). In: CERRI, Luis Fernando (org). O ensino de história e a ditadura militar. 2. ed. Curitiba: Aos Quatro Ventos, 2007. p. 35-54.

LIRA, Alexandre Tavares do Nascimento. A legislação de educação no Brasil durante a ditadura militar (1964-1985): um espaço de disputas. 2010. Tese (Doutorado em história social) – Instituto de Ciências Humanas e Filosofia, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2010.

MATTOS, Paulo Ayres. Um bispo na luta popular. In: DIAS, Zwinglio Mota (org.) Memórias ecumênicas protestantes: os protestantes e a ditadura: colaboração e resistência. Parceria: Rio de Janeiro, 2014. p. 117-125.

PLAZZA, Rosimary; PRIORI, Angelo. O ensino de história durante a ditadura militar. 2008. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/956-4.pdf. Acesso em: 1 set. 2017.

POLLOCK, Jackson. Memória, esquecimento, silêncio. Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, p. 3-15,1989.

POLLAK, Michael. Memória e identidade social. Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 5, n. 10, p. 200-212,1992.

PORTELLI, Alessandro. O massacre de Civitella Val di Chiana (Toscana, 29 de junho de 1944): mito e política, luto e senso comum. In: FERREIRA, Marieta de Moraes; AMADO, Janaína (org.). Usos & abusos da história oral. 8. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006. p. 103-130.

PRADO, Eliane Mimesse. A disciplina história nos anos da ditadura militar. Jundiaí: Paço Editorial, 2014.

REVISTA ATALAIA, Tatuí, SP, Jan. 1967.

REVISTA ATALAIA. Tatuí, SP, jul. 1966. SANTOS, Antônio César de Almeida. Fontes orais: testemunhos, trajetórias de vida e história. Revista Via Atlântica, São Paulo, n. 4, p.1-10, 2000.

SAVIANI, Demerval. História das ideias pedagógicas no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2010.

THOMPSON, Alistair. Histórias (co) movedoras: história oral e estudos de migração. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 22, n. 44, p. 341- 364, 2002.

TIMM, Alberto Ronald. A Igreja Adventista de Campos dos Quevedos 1905- 2005. Engenheiro Coelho, SP: Centro Universitário Adventista de São Paulo, 2005.

TOURTIER-BONAZZI, Chantal de. Arquivos: Propostas metodológicas. In: FERREIRA, Marieta de Moraes; AMADO, Janaína (org.). Usos & abusos da história oral. 8. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006. p. 233-246.

USP – Universidade de São Paulo. Instituto de Educação Caetano de Campos. Disponível em: http://www.imagens.usp.br. Acesso em: 19 out. 2017.

VEDANA, Léa Maria. A educação em SC nos anos 60. Revista Esboços, Florianópolis, v. 5, n. 5, p. 39-47, dez. 1997.

VOLDMAN, Danièle. Definições e usos. In: FERREIRA, Marieta de Moraes; AMADO, Janaína (org.). Usos & abusos da história oral. 8. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006. p. 33-42.

WHITE, Ellen. Obreiros evangélicos. Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 1993.

WHITE, Ellen. Testemunhos seletos. Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, 1985. v. 3




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2019v25n1p485

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br