Estágio supervisionado em História: as vivências, desafios e possibilidades do graduando na prática docente

Ruhama Sabião

Resumo


Para além de outros projetos no âmbito acadêmico que articulam a universidade e a escola, o Estágio Supervisionado é um dos momentos mais importantes para o graduando refletir sobre a profissão docente e os diversos desafios e possibilidades intrínsecos a mesma. O presente artigo buscou relatar os diferentes momentos do estágio no curso de licenciatura em História da Universidade Estadual do Norte do Paraná, primeiramente no Ensino Fundamental II e posteriormente no Ensino Médio, atentando-se para a prática do estagiário, e em como suas observações, análises e descrições podem ser redimensionadas para a ação educativa. Além disso, o relato das experiências teve como objetivo pensar o ensino de história e suas possibilidades dentro do estágio. Para isso, foi necessário descrever os momentos de observação do cotidiano escolar, as intervenções realizadas, e quais foram os resultados das ações do estagiário em sala de aula, fazendo isso através de relatos dos alunos e da autorreflexão sobre atividades das quais o graduando envolveu-se. O trabalho resultou em uma síntese das convergências e dissonâncias entre as diferentes instituições e turmas, das dificuldades apresentadas no ambiente escolar pelos alunos, e principalmente dos resultados das intervenções realizadas pelo estagiário, as quais contribuíram para uma reflexão final acerca do trabalho docente e das possibilidades e desafios para o ensino de história e a formação de professores.

Palavras-chave


Estágio Supervisionado; Ensino de História; Formação de professores.

Texto completo:

PDF

Referências


BARCA, I. Literacia e Consciência Histórica. Educar em Revista, Curitiba, n. Especial, p. 93-112, 2006.

BITTENCOURT, C. M. F. Ensino de História: fundamentos e métodos. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2009. v. 1.

BOSI, E. Memória e Interação. In: BOSI, E.. Memória e Sociedade. São Paulo: Companhia das Letras, 1994. p. 405-432.

CAIMI, F. Contextos discursivos sobre formação de professores e ensino de história. In: CAIMI, F. Aprendendo a ser professor de história. Passo Fundo: UPF, 2008. p.81-100.

CARRETERO, M. Três Sentidos da História. In: CARRETERO, M. Documentos de Identidade: a construção da memória histórica em um mundo globalizado. Porto Alegre: Artmed, 2010. p. 31-67.

COLÉGIO ESTADUAL TIRADENTES. Projeto Político Pedagógico. 2010. Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2017. COLÉGIO TIA ANA MARIA. Projeto Político Pedagógico. Informações coletadas no site institucional. Disponível em: Acesso em: 15 mar. 2017.

EMICIDA, J. Guetto. Boa Esperança (Videoclipe Oficial). O Glorioso retorno de quem nunca esteve aqui. SP: Laboratório Fantasma, 2013. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=AauVal4ODbE. Acesso em: 15 mar. 17.

MORENO, J.; LOPES, S. História: Cultura e Sociedade: memória das origens. 2. ed. Curitiba: Positivo, 2013.

MUNANGA, Kabengele. Trecho de entrevista publicada online. Nova legislação e política de cotas desencadariam ascensão econômica e inclusão dos negros, diz professor.2010. Disponível em: https://www.pambazuka.org/node/61120. Acesso em: 15 mar. 2017.

OLIVEIRA, R. Famílias, poder e riqueza: redes políticas no Paraná em 2007. Sociologias, Porto Alegre, ano 9, n.18, p. 150-169, jun./dez. 2007. SCHMIDT, M. Construindo conceitos no ensino de História: a captura lógica da realidade social. História e Ensino, Londrina, v. 5, p. 147-163, out. 1999.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. D. João Carioca - A corte portuguesa chega ao Brasil 1808-1821. Companhia das Letras, 2008.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. Uma história de diferenças e desigualdades: As doutrinas raciais do século XIX. In: SCHWARCZ, Lilia Moritz. O espetáculo das raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil 1870-1930. São Paulo: Cia. Das Letras, 1993.

SOUZA, Marina de Mello E. África e Brasil Africano. 3. ed. São Paulo: Ática, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2017v23n2p207

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br