Exame Nacional do Ensino Médio: considerações sobre a influência do ENEM na produção do currículo de História

Jean Mac Cole Tavares Santos, Francisco das Chagas Silva Souza, Francisco José Balduino da Silva

Resumo


O presente estudo tem por finalidade analisar a produção acadêmica em torno da influência do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) nos currículos escolares do Ensino Médio no que diz respeito à disciplina História. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica realizada no Banco de Teses e Dissertações da CAPES. O trabalho estrutura-se em três partes. A primeira traz um recorte histórico do ENEM de 1998 a 2016, a segunda trata de um levantamento quantitativo das teses e dissertações sobre o ENEM, e, por fim, uma análise de oito trabalhos que discutiram as implicações do ENEM no processo de ressignificação do currículo de História para o Ensino Médio.

Palavras-chave


Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Currículo. Ensino de história.

Texto completo:

PDF

Referências


BALL, Stephen J.; MAGUIRE, Meg; BRAUN, Annette. Como as escolas fazem as políticas: atuação em escolas secundárias. Tradução de Janete Bridon. Ponta Grossa: Editora UEPG, 2016.

BALL, Stephen J.; MAROY, Christian. Schools' logics of action as mediation and compromise between internal dynamics and external constraints and pressures. Compare, Oxford, v. 39, n. 1, p. 99-112, 2009.

BERGAMIN, Fabíola Matte. Currículo e exame nacional do ensino médio: rupturas e permanências na conformação dos saberes históricos escolares. 2013. 193 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo.

BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Ensino de história: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2004. BOULOS JÚNIOR, Alfredo. História, sociedade e cidadania. São Paulo: FTD, 2016.

BRASIL. Lei n 11.096, de 13 de janeiro de 2005. Institui o Programa Universidade para Todos - PROUNI, regula a atuação de entidades beneficentes de assistência social no ensino. superior; altera a Lei no 10.891, de 9 de julho de 2004, e dá outras providências.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional

BRASIL. Ministério da Educação. Proposta à Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior. 2009a.

BRASIL. Portaria INEP nº 109, de 27 de maio de 2009. Estabelece a sistemática para a realização do Exame Nacional do Ensino Médio no exercício de 2009. 2009b.

BRASIL. Portaria MEC nº 438, de 28 de maio de 1998. Institui o Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM. 1998.

BREGENSK, Kênya Maquarte Gumes. Trabalho docente e Exame Nacional do Ensino Médio: tensões e dilemas. 2016. 227 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória. Disponível em: Acesso em: 12 jun. 2017.

ENEM 2005 tem número recorde de inscritos, diz presidente do Inep. Folha de São Paulo, São Paulo, 21 jul. 2005. Disponível em: Acesso em: 13 maio 2017.

INEP - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Exame Nacional do Ensino Médio: Relatório Final 98. 1998.

INEP - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. ENEM 2016: resultado individual. 2016.

INEP - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Relatório pedagógico: Enem 2011-2012. Brasília: Inep, 2015.

INEP - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. MEC e Inep anunciam mudanças no exame em função de consulta pública. 2017. Disponível em: . Acesso em: 20 set. 2017.

LOPES, Alice Casimiro; LÓPEZ, Silvia Braña. A performatividade nas políticas de currículo: o caso do ENEM. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 26, n. 1, p. 89-110, 2010.

MAJESKI, Sergio. Ensino médio, currículo e cotidiano escolar: sobre movimentos e tensões nos discursos oficiais. 2013. 122 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória.

MARINS, Cosme Freire. Currículo de história no ensino médio e a avaliação de egressos: a relação entre os documentos orientadores da disciplina e os exames oficiais (Enem e vestibulares) – 2009-2013. 2016. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade de São Paulo, São Paulo.

MOREIRA JUNIOR, Ricardo Lima. A proposta do novo ENEM e suas repercussões na prática docente de história no ensino médio público de Fortaleza. 2015. 104 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza.

MUNAKATA, Kazumi. O livro didático como mercadoria. In.: Pro-Posições. v. 23, nº 3. Set.-Dez. Campinas, p. 51-66, 2012. Disponível em: Acesso em: 20 set. 2017.

PIUNTI, Juliana Cristina Pelotti. O Exame Nacional do Ensino Médio: uma política reconstruída por professores de uma escola pública paulista. 2015. 186 f. Tese (Doutorado em Educação) - Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos.

ROCHA, Ana Angelita da; RAVALLEC, Carmem Teresa Gabriel. Enem nos documentos: uma leitura pós-fundacional da reestruturação do exame em 2009. Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 12, n. 3, p.1993-2018, out./dez. 2014.

SILVA, Claudene Souza da. O Exame Nacional do Ensino Médio: ENEM e suas repercussões nos trabalhos pedagógicos dos professores do Ensino Médio do município de Oriximiná. 2009. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Estado do Pará, Belém.

SOUZA, Kleber Luiz Gavião Machado de. Consensos e assimetrias nas polítcas curriculares para a disciplina história no ensino médio brasileiro (1998-2012). 2016. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2018v24n1p111

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br