Considerações sobre a história das Áfricas no estágio supervisionado de História (2000-2006, UDESC)

Maíra Pires Andrade

Resumo


Este artigo investiga as representações sobre a História das Áfricas, expressas pelos estudantes de Graduação em História da UDESC, na condição de estagiários na Educação Básica, nos Relatórios Finais da disciplina de Estágio Supervisionado dos anos 2000 a 2006. Dessa maneira, buscarei entender quais os sentidos e significados do ensino desta temática para os estagiários. Como aporte teórico usarei, principalmente, autores como Fanon, Quijano e Mbembe, para pensar a colonialidade e o racismo na atualidade, e Hall, para mobilizar o conceito de representação. Este artigo é um recorte de uma dissertação em desenvolvimento na UDESC, que perceberá as rupturas, nestes relatórios, antes e depois da aprovação da Lei 10.639/03, estabelecendo relações entre as apropriações dos estagiários, e o que é compreendido pelos estudantes das escolas que são campo de estágio.


Palavras-chave


História Africana e Afro Brasileira; Representação; Racismo; Lei 10.639/03.

Texto completo:

PDF

Referências


ANTONACCI, Maria Antonieta. Memórias ancoradas em corpos negros. São Paulo: EDUC, 2013.

APPIAH, Kwame Anthony. Na casa de meu pai. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

AZEVEDO, Amailton Magno. Imagens da África: entre a violência discursiva e a produção da memória. Boletim do Tempo Presente, nº 06, p.1-10, set., 2013.

AZEVEDO, Amailton Magno. Qual África ensinar no Brasil? Tendências e perspectivas. Projeto História, São Paulo, n. 56, p. 233-255, maio-ago., 2016.

CABRAL, Amilcar. Return to the Source. New York: Edited by Africa lnformation Service, Monthly Review Press, 1973.

CARDOSO, Paulino de Jesus Francisco. Negros em Desterro: experiências de populações de origem africana em Florianópolis, 1860-1888. Tese (Doutorado em História) - Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 2008.

CERRI, Luis Fernando. Os conceitos de consciência histórica e os desafios da didática da história. Revista de História Regional, Ponta Grossa, v. 6, n. 2, p. 93- 112, 2001.

DIEHL, Alecsandro; GUEDES, Claudete Maria; PASINI, Janete Maria. República em Santa Catarina: modernidade e exclusão – ações e reações que transformaram as estruturas sociais, políticas e econômicas entre o fim do século XIX e início do século XX. Relatório de Estágio Supervisionado. Florianópolis: UDESC, 2006.

FANON, Frantz. Pele negra máscaras brancas. Tradução de Renato da Silveira. Salvador: Editora da UFBA. 2008.

FANON, Frantz. Sobre a violência. In: FANON, Frantz. Os Condenados da Terra. Juiz de Fora: Ed. UFJF, 2005.

FONSECA, Selva G. Didática e prática de ensino em História. São Paulo: Papirus, 2007.

GOODSON. Ivor F. Currículo - teoria e história. Petrópolis: Vozes, 1995.

HALL, Stuart. Da diáspora – identidades e mediações. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003.

HAMPATÉ-BÂ, Amadou. A tradição viva. In: KI-ZERBO, J. (Coord.). História Geral da África I. Metodologia e Pré-História da África. 2. ed. Brasília: UNESCO, 2010. p. 181-212.

HOUNTONDJU, Paulin J. Conhecimento de Africa, conhecimentos de africanos. In: SANTOS, Boaventura de Sousa; MENESES, Maria Paula (Org.). Epistemologias do Sul. Coimbra: Edições Almedina S.A., 2009. p. 119-132.

JORGE, Mateus Perez; SCHWEDER, Maro; MACEDO, Fábio. A guerra fria e a ditadura militar no Brasil: Em busca de uma história em movimento. Relatório de Estágio Supervisionado. Florianópolis: UDESC, 2006.

LANDRA, Elisangela da Silva; SPCART, Joel; RADA NETO, José. A revolução industrial e a inserção de Florianópolis na modernidade. Relatório de Estágio Supervisionado. Florianópolis: UDESC, 2005.

LUCIANO JUNIOR, Ademir Soares; SILVA, Cintia Ertel. Escravos, alemães, subversivos na Ditadura e moradores de favela durante os séculos XIX e XX da história do Brasil e de Santa Catarina. Relatório de Estágio Supervisionado. Florianópolis: UDESC, 2006

MARTINS, Alexandre; SILVA, Haroldo Silis Mender. A música: cantigas e histórias da ilha. Relatório de Estágio Supervisionado. Florianópolis: UDESC, 2000.

MBEMBE, Achille. Crítica a razão negra. Lisboa: Editora Antígona, 2014.

MIGNOLO, Walter D. Histórias locais/Projetos globais: colonialidade, saberes subalternos e pensamento liminar. Belo Horizonte: UFMG, 2003.

POLUCENO, Evilasia; MARTINO, Marlen Batista de; LAZZARIS, Milana Cristina. Relatório de Estágio. Relatório de Estágio Supervisionado. Florianópolis: UDESC, 2001.

QUIJANO, Anibal. Colonialidade do poder e classificação social. In: SANTOS, Boaventura de Sousa; MENESES, Maria Paula (Org.). Epistemologias do Sul. Coimbra: Edições Almedina, 2009. p. 73-118.

RICOUER, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Tradução Alain François. Campinas: Editora da UNICAMP, 2007.

ROSA, Cesar Cancian Dalla; KUHNE, Mário Ernesto; FERNANDES, Leda Maria. Imigração e colonização. Relatório de Estágio Supervisionado. Florianópolis: UDESC, 2001.

SANTOS, Carina Santiago dos. A Educação das Relações Étnico-Raciais e o ensino de História na Educação de Jovens e Adultos da Rede Municipal de Florianópolis (2010–2015). 2016. 131f. Dissertação (Mestrado em Ensino de História) – Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, 2016.

SILVA, Ana Carolina Wessler Prudencio; TRIDAPALLI, Ana Laura; PRADO, Roberto Oliveira do. Á ditadura, aquele abraço. Relatório de Estágio Supervisionado. Florianópolis: UDESC, 2005.

SILVA, Marcia Claudio Cardoso; TEDESCO, Marcos Anderson; SAYAO, Thiago Juliano. Violência hoje e suas raízes sociais no período colonial. Relatório de Estágio Supervisionado. Florianópolis: UDESC, 2001.

SILVEIRA, Israel da; PLEGER, Kelwyn; PAVANELLO, Sávio Lopes. As experiências da docência: novas perspectivas sobre o ensino de história. Relatório de Estágio Supervisionado. Florianópolis: UDESC, 2006.

SPIVAK, Gayatri. Pode um subalterno falar? Belo Horizonte: UFMG, 2010.

VARGAS, Karla Andrezza Vieira. Vozes, Corpos e Saberes do Maciço: Memórias e Histórias de vida das populações de origem africana em territórios do Maciço do Morro da Cruz/Florianópolis. 2016. 121f. Dissertação (Mestrado em Ensino de História) – Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2017v23n1p139

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br