Ensino de História para alunos surdos: práticas educacionais em Escola Pública de Educação de Surdos de São Paulo

Carlos Cesar Almeida Furquim Pereira

Resumo


O presente artigo decorre de relato de prática de ensino desenvolvida em Escola Municipal de Educação Bilíngue para Surdos de São Paulo, e tem por intuito contribuir com discussões e com práticas para o Ensino de História desenvolvidas em educação diferenciada, neste caso em escola específica (e bilíngue) para surdos. Ele é produto de uma Sequência Didática que abordou a colonização da América Portuguesa entre os séculos XVI e XVIII, trabalhada com três 6ªs séries (7ºs anos) do Ensino Fundamental, do período matutino, no ano de 2013, que contou com a somatória da experiência profissional do autor e por meio de leituras e formações na área.


Palavras-chave


Ensino de História para Surdos; Educação Bilíngue para Surdos; Práticas de Ensino de História para público diferenciado

Texto completo:

PDF

Referências


BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. Ensino de história: fundamentos e métodos. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2009. (Coleção docência em formação).

BRASIL. Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras, e o art. 18 da Lei nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/decreto/d5626.htm. Acesso em: 20 jun. 2017.

BRASIL. Lei n° 10.436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais -Libras e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/L10436.htm. Acesso em: 20 jul. 2017.

BRITO, Lucinda F. Introdução. In: RINALDI, Giuseppe et al. (Org.) Deficiência auditiva. Brasília: SEESP, 1997.

DIEGUES, Cacá. Quilombo. Brasil, França, 1984, longa-metragem, colorido, ficção.

DIEGUES, Cacá; DIEGUES, Cacá; CALADO, Antônio. Xica da Silva. Brasil, 1976, longa-metragem, colorido, ficção.

FURQUIM, Cesar. EMEBS Madre Lucie Bray: história para surdos. 2013. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Vk_IVqiXyaM. Acesso em: 5 maio 2017.

McCLEARY, Leland. Oralidade visual: implicações para a história oral. In: ATAIDE, Yara D. B. (Org.) Do oral ao escrito: 500 anos de história do Brasil. Salvador: Eduneb, 2000. p. 672-681.

NEVES, Gabriele Vieira. Ensino de história para alunos surdos de ensino médio: desafios e possibilidades. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO - EDUCERE, 9., 2009, Curitiba. Anais... Curitiba, 2009.

SANCHES, Danielle. Como ensinar uma disciplina de conceitos abstratos e invisíveis às pessoas que têm na visão o principal sentido? Revista de História da Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro, fev. 2007.

SÃO PAULO. Decreto nº 52.785, de 10 de novembro de 2011. Cria as Escolas Municipais de Educação Bilíngue para Surdos – EMEBS na Rede Municipal de Ensino. Disponível em: http://www3.prefeitura.sp.gov.br/cadlem/secretarias/negocios_juridicos/cadlem/integra.asp?alt=11112011D%20527850000>. Acesso em: 5 maio 2017.

SÃO PAULO. Secretaria Municipal de Educação. Diretoria de Orientação Técnica. Orientações curriculares e proposição de expectativas de aprendizagem para educação infantil e ensino fundamental: libras. São Paulo: SME/DOT, 2008.

SCOTT, Ridley; GITLIN, Mimi Polk; GOLDMAN, Alain. 1492: a conquista do paraíso. França, Espanha, Inglaterra e Estados Unidos, 1992, longa metragem, colorido, ficção.

UGRINOWITSCH, Mônica. Reflexões de uma professora de história sobre o desenvolvimento lingüístico em alunos surdos e ouvintes. In: Revista Arqueiro, Rio de Janeiro, v. 7, jan./jun. 2003.

VERRI, Célia Regina; ALEGRO, Regina Célia. Anotações sobre o processo de ensino e aprendizagem de história para alunos surdos. Revista Práxis, Vitória da Conquista, n. 2, p. 97-114, 2006.

YOKOYAMA, Lia Cazumi. Reflexões sobre o ensino de história para alunos surdos. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 23., 2005, Londrina. Anais... Londrina: ANPUH, 2005. CD-ROM.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2017v23n1p159

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br