O papel da História na formação moral do educando segundo Kant

Renata Cristina Lopes Andrade

Resumo


Considerando a Filosofia e a Pedagogia de Kant, buscaremos expor alguns argumentos e considerações acerca do papel da história na possível formação moral e atuação ética do educando. A formação moral do aluno, via educação, implica, de acordo com o pensamento kantiano, no desenvolvimento da autonomia moral e na realização de ações éticas propriamente ditas. Então colocamos: em Kant, como pode ocorrer, via educação, a formação do ser humano autônomo e ético? Tendo em vista a questão, abordaremos algumas obras do pensamento kantiano, para, nesse momento, buscar esclarecer a função da história no processo de desenvolvimento e formação moral do educando e em sua futura ação ética no mundo. Segundo Kant, qual pode ser o papel da história no trato dos preceitos e ensinamentos morais, na formação e desenvolvimento, na divulgação, no reforço e na realização dos princípios morais na vida e vivências da natureza humana? Eis a ocasião de análise e de avaliação da educação a partir da compreensão dos seus fundamentos.

Palavras-chave


Kant; Educação; História; Moralidade; Ética

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Decreto-Lei nº. 869, de 12 de setembro de 1969. Dispõe sobre a inclusão da Educação Moral e Cívica como disciplina obrigatória, nas escolas de todos os graus e modalidades, dos sistemas de ensino no País, e dá outras providências. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1960-1969/decreto-lei-869-12-setembro-1969-375468-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 20 out. 2017.

BUENO, V. C. A. Kant e a tarefa da educação. In. OLIVEIRA, P. E. (Org.) Filosofia e educação: aproximações e convergências. Curitiba: Círculo de Estudos Bandeirantes, 2012.

GUYER, P. Kant. Londres: Routledge, 2006.

KANT, I. A metafísica dos costumes. Bauru: Edipro, 2003a.

KANT, I. Crítica da razão prática. São Paulo: Martins Fontes, 2003b.

KANT, I. Crítica da razão pura. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

KANT, I. Crítica do juízo. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1993.

KANT, I. Fundamentação da metafísica dos costumes. São Paulo: Abril Cultural, 1980.

KANT, I. Metafísica dos costumes. Parte I: princípios metafísicos da doutrina do direito. Lisboa: Ed. 70, 2004a.

KANT, I. Metafísica dos costumes. Parte II: princípios metafísicos da doutrina da virtude. Lisboa: Ed. 70, 2004b. KANT, I. Sobre a pedagogia. Piracicaba: Unimep, 1999.

OLIVEIRA, M. N. A educação na ética kantiana. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 30, n. 3, p. 447-460, set./dez. 2004.

SANTOS, R. Kant e a exigência de uma ciência da educação. Educação em Revista, Belo Horizonte, n. 5, p. 49-62, 2004




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2017v23n1p57

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br