Potencialidades didáticas da literatura infantil de ficção histórica no ensino de história: um estudo com alunos portugueses do 6º ano do Ensino Básico

Glória Solé, Diana Reis, Andreia Machado

Resumo


Este texto visa apresentar um estudo relacionado com o uso de ficção histórica no ensino de História, procurando destacar as potencialidades deste recurso pedagógico para a construção do conhecimento histórico. O estudo foi realizado com alunos do 6.º ano (11-12 anos), numa turma de 26 alunos, de uma escola urbana do norte de Portugal em que se procurou analisar as ideias substantivas destes alunos relacionadas com a Revolução de Abril, a partir da exploração de duas obras de literatura infantil de ficção histórica: “O Tesouro” de Manuel António Pina e “História de uma Flor” de Matilde Rosa Araújo. Pretendeu-se averiguar a resposta às seguintes questões: Quais são as potencialidades do uso de ficção histórica para o ensino de História, e em particular para a compreensão da Revolução de Abril? Que influências apresentam os alunos nas suas narrativas deste tipo de recurso pedagógico, comparativamente a outras fontes (históricas, historiográficas e icónicas)? Os alunos realizaram várias tarefas que culminaram com a produção de duas narrativas a partir de dois desafios: 1) Como contarias a um jovem estrangeiro o que foi o Estado Novo? 2) Como contarias a um turista o que foi a Revolução do 25 de Abril? As narrativas dos alunos foram submetidas a uma análise de conteúdo indutiva e categorizadas por níveis de progressão de ideias menos elaboradas para mais sofisticadas e complexas. O estudo evidenciou que as obras de ficção histórica revelaram-se recursos importantes na construção do conhecimento histórico destes alunos acerca do conceito substantivo de Revolução de Abril. Constatou-se ainda que o tipo de ficção histórica (mais historiográfica ou mito-simbólica) pode influenciar de maneira diferente a estruturação do pensamento histórico dos alunos. 


Palavras-chave


Educação Históric;. Ideias substantivas; Narrativa; Ficção Histórica

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, M. R. História de uma flor. Alfragide: Editorial Caminho, 2008.

BARCA, I. A Aula Oficina em História: do projecto à avaliação. In: BARCA, I. (Org.), Para uma Educação Histórica de Qualidade. Braga: CIEd, Universidade do Minho, 2004, p. 131-144.

BARTON, K. Narrative Simplifications in Elementary Students’ Historical Thinking, In: BROPHY, J. (Ed.). Advances in Research on Teaching, Volume 6 Greenwhich: JAI Pres Inc., p. 51-83, 1996.

BRUNER, J. Actual minds, possible worlds. Cambridge, MA: Harvard University Press, 1986.

COOPER, H. History in the Early Years: Teaching and Learning in the first three Years of School. London: Routledge, 1995.

COX, K.; HUGHES, P. History and children’s fiction. In: HOODLESS P. (Org.). History and English in the primary school: exploiting the links. London: Routledge, 1998, p. 87-101.

EGAN, K. O uso da Narrativa como Técnica de Ensino. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1994.

ELLIOT, J. El cambio educativo desde la investigación-acción. Madrid: Ediciones Morata, 1996.

FERTUZINHOS, C. A Aprendizagem da História no 1º Ciclo do Ensino Básico e o uso do Texto Prosa e a Banda Desenhada- Um estudo com alunos do 4.º ano de escolaridade. 2004. Dissertação (Mestrado em Educação) - Instituto de Educação e Psicologia, Universidade do Minho, Braga, 2004.

FIGUEIREDO, M. A. O 25 de Abril na literatura para crianças e jovens. Dissertação de Mestrados em Estudos Portugueses Interdisciplinares. Lisboa: Universidade Aberta, 2006.

FREEMAN, E. B.; LEVSTIK, L. Recreating the Past: Historical Fiction in the Social Studies. The Elementary Journal, v. 88, n. 4, p. 329-337, Mar. 1988.

FREITAS, M. L. V.; SOLÉ, M. G. Desenvolvimento integrado de competências linguísticas e de compreensão histórica através do uso da narrativa: da teoria à prática. In: AZEVEDO F. (Coord.). Actas do 1.º Encontro Internacional A Criança, a Língua e o Texto Literári. Braga: Universidade do Minho, Instituto de Estudos da Criança, 2003, p. 43-76. (em formato CD/ROM). http://hdl.handle.net/1822/4238)

HOODLESS, P. Children’s awareness of time in story and historical fiction. In: HOODLESS P. (Ed.) History and English in the primary school: exploiting the links. London: Routledge, 1998, p. 103-115.

HUSBANDS, C. What is History Teaching? Language, Ideas and Meaning in Learning about the Past. Buckingham: Open University Press, 1996.

LEVSTIK, L.; PAPPAS, C. Exploring the development of historical understanding. Journal of Research and Development in Education, v. 21, n. 1, p. 1-15, 1987.

LEVSTIK, L.; PAPPAS, C. New directions for studying historical understanding. Theory and Research in Social Education, v. 20, n.º 4, p 369-385, 1992.

MELO, M. C. O conhecimento tácito histórico dos adolescentes. Braga: Instituto de Educação e Psicologia- Universidade do Minho, 2002.

PACHECO, J. A. (Org.). Componentes do processo de desenvolvimento do currículo. Braga: Livraria Minho, 1999.

PARENTE, R. A Narrativa na Aula de História: um estudo com alunos do 3.º ciclo do Ensino Básico. Dissertação de Mestrado em Educação. Área de Supervisão Pedagógica em Ensino da História. Braga: Universidade do Minho, Instituto de Educação e Psicologia, 2004.

PINA, M. O Tesouro. Ilustrações de Evelina Oliveira. Porto: Campo das Letras, 2005.

PIRES, C. M. A investigação-acção como suporte ao desenvolvimento profissional docente. EDUSER: Revista de Educação, v. 2, n. 2, p. 66-83, 2010.

ROLDÃO, M. C. O pensamento concreto da criança. Lisboa: Instituto de Inovação Educacional, 1994.

ROLDÃO, M. C. As Histórias em educação- A função mediática da narrativa. Ensinus, 3, 25-28.

SAMARÃO, A. A Narrativa em Contextos Culturais Diferentes: um estudo com Alunos do 2º Ciclo do Ensino Básico. (Dissertação de Mestrado em Educação). Supervisão Pedagógica em Ensino da História. Braga: Instituto de Educação e Psicologia/Universidade do Minho, 2007.

SOLÉ, G. A primeira república na literatura infanto-juvenil: a ficção histórica na construção do pensamento histórico. In: VIANA, F.; RAMOS, R.; COQUET, E.; MARTINS, M. (Coord.), Atas do 9.º Encontro Nacional (7º Internacional) de Investigação em Leitura, Literatura Infantil e Ilustração Braga: CIEC - Centro de Investigação em Estudos da Criança da Universidade do Minho, pp. 386-412, (CD/Rom).

SOLÉ, G. A História no 1º Ciclo do Ensino Básico: a Concepção do Tempo e a Compreensão Histórica das crianças e os Contextos para o seu Desenvolvimento. 2009 Tese (Doutorado) - Universidade do Minho, Instituto de Estudos da Criança, Braga, 2009.

SOUZA, R. J. de. A leitura do texto literário: formando professores do ensino fundamental para o uso do “Kit Literatura em Minha Casa”. In: AZEVEDO, F. (Coord.), Actas do 1º Encontro Internacional A Criança, a Língua e o Texto Literário, Braga: Instituto de Estudos da Criança, Universidade do Minho, 2003, p.297-302 (em formato CD/ROM). Disponível em http://hdl.handle.net/1822/4238). (acedido em 2-7-13)

ZAMBONI, E.; FONSECA, S. Contribuições da literatura infantil para a aprendizagem de noções do tempo histórico leituras e indagações. Cadernos Cedes, Campinas, v. 30, n. 2, p. 339-353, 2010. Disponível em http://www.cedes.unicamp.br. (acedido em 10-7-13)

VANSLEDRIGHT, B. A.; BROPHY, J. Storytelling imagination and fanciful elaboration in children’s historical reconstructions. American Education Research Journal, v. 4, n. 29, 1992, p. 837-859.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2014v20n1p7

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br