Alguns problemas do ensino escolar de história regional

José Henrique Rollo Gonçalves

Resumo


O ensino de História Regional nas escolas decorre, em boa parte, de pressões políticas que ultrapassam a autoridade e os interesses dos professores e dos alunos. Ela aparece em freqüente oposição aos termos das exigências de conhecimento rotineiros nos meios acadêmicos. O artigo traça um breve panorama desta situação conflituosa. O foco reside no Paraná, mas certas ponderações pretendem ter validade extensível para outros Estados da Federação.


Palavras-chave


Ensino de história regional; Propostas curriculares; Região.

Texto completo:

PDF

Referências


CABANNE, C. Lexique de Géographie Humaine et Economique. Paris: Dalloz, 1984.

CARDOSO, J. A.; WESTPHALEN, C. M. Atlas Histórico do Paraná. 2. ed. Curitiba: Livraria do Chain Editora, 1986.

CLARK, A. N. Region. In: CLARK, A. N. The New Penguin Dictionary of Geography. Harmondsworth: Penguin Books, 1990, p.265-66.

CORRÊA, R. L. Região e Organização Espacial. São Paulo: Ática, 1986 (Série Princípios).

COSTA, S. G. A saga dos arraigados e farasteiros. Panorama, Curitiba, n. 326, mar. 1983, p.4-7

COSTA, S. G. Paraná Novo & Paraná Velho: contrastes e confrontos. Panorama, Curitiba, n. 329, jul. 1983b, p.26-32.

FERNANDES, H. V. Paraná envergonhado. Gazeta do Povo, 22 dez. 1992. p.41.

GAZETA DO POVO. Paraná comemora 140 anos de autonomia, 19 dez. 1993, p.9.

GUEDES, J. A. L, Curso de Didática de História. Riode Janeiro: J. Ozon Editor, 1963.

KEINERT, R. C. Regionalismo e Anti-Regionalismo no Paraná. 1979. Dissertação (Mestrado) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 1979.

LEITE, M. M. O Ensino da História no Primário e no Ginásio. São Paulo: Cultrix, 1969.

LIMA, A. C. S. Um olhar sobre a presença das populações nativas na invenção do Brasil. In: SILVA, A. L.; GRUPIONI, L. D. B. (org.). A temática indígena na escola: novos subsídios para professores de 12 e 22 graus. Brasília: MECI MARI?UNESCO, 1995, p. 407-419.

LOVATO, G. M. et al. Explorando o meio - alternativas metodológicas para a iniciação do ensino da geografia e da história nas séries iniciais do 12 grau. Santa Maria: UFSM, 1989.

MARTINS, R. Nordeste pensado. Nordeste pensante. Cultura mais que interessante. In: MARANHÃO, . (org). A questão nordeste. Rio: Editora Paz e Terra, 1984, p.103-115.

MARTINS, W. Um Brasil diferente: ensaios sobre fenômenos de aculturação no Paraná. 2.ed. São Paulo: T. A. Queiroz, 1989

MARTINS, W. Um Brasil diferente. Folha de S. Paulo, 08 dez. 1990, p. F-4 e F-5.

MARTINS, W. Busca de identidade. Jornal do Brasil, 25 mar. 1995. Caderno Idéias, p 4.

MATHIAS JUNIOR, J. Cerne 'paranisou' o Norte". Panorama, Curitiba, n.322, nove. 1982, p.49-51

MAZZA, L. G. Autofagia: dois lados da mesma moeda . Folha de Londrina, 6 nov. 1994. p.12.

MOTA, L. T. As Guerras dos índios Kaingang: A História Épica dos índios Kaingang (1769-1924). Maringá: EDUEM, 1994.

NASSAR, S. Emancipação política do Paraná, processo que ainda não terminou. Folha de Londrina, 20 dez. 1987, p.3.

PEREIRA, L. F. L. Paranismo: cultura e imaginário no Paraná dos anos 20. In: DENIPOTI, C.; ARRUDA, G. (org.). Cultura & Cidadania. Curitiba: ANPUH-PR, 1996, v. 1, p.273¬ 292.

PESAVENTO, S. J. História do Rio Grande do Sul. 2. Ed. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1982.

REALE, M.bAutonomia e separatísmo. O Estado de S. Paulo, 26 jul. 1997, p. A-2.

ROLLO GONÇALVES, J. H. Como Martim Afonso virou trineto de Mavutsinim?'.História & Ensino, Londina, v. 3, p. 23-36, abr. 1997.

SCHRAPPE, W. Autofagia é mal descartávef. Folha de Londrina, 03 ago. 1991. p.3.

SILVA, G. B. Educação Secundária (Perspectiva Histórica e Teoria). São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1969.

SOUZA, M. A Expressão Amazonense: Do Colonialismo ao neocolonialismo. São Paulo: Alfa-Omega, 1978.

SZESZ, C. M. O conceito de região: discursos e representações do Paraná. In: DENIPOTI, C.; ARRUDA, G. (org.). Cultura & Cidadania. Curitiba: ANPUH-PR, 1996. p.293-323.

TRINDADE, J. et al. História. In. PARANÁ. Secretaria de Educação. Currículo Básico para a Escola Pública do Paraná. Curitiba: SEED-PR, 1990.

VERNIERS, L. Metodologia de la Historia. Trad. María Luisa Luzuriaga. Buenos Aires: Editorial Losada, 1962

WACHOWICZ, R. C. Nunca seremos cariocas, claro. Referência em Planejamento, Curitibav. 2, n. 5, out. /dez. 1977.

WACHOWICZ, R. C. Norte Velho, Norte Pioneiro. Curitiba: Gráfica Vicentina, 1987.

WACHOWICZ, R. C. História do Paraná. 6ª edição. Curitiba: Editora Gráfica Vicentina, 1988

WESTPHALEN, C. M. Pequena História do Paraná. São Paulo: Edições Melhoramentos, 1953.

ZAMBONI, E. et al. Proposta Curricular Para o Ensino de História – 1º Grau. São Paulo: CENP/SEE-SP, 1992.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.1998v4n0p53

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br