Os manuais de educação e o debate sobre a infância na segunda metade do século XIX, no Brasil

Mariana de Aguiar Ferreira Muaze

Resumo


Pretendo demonstrar que com consolidação do Estado Imperial, no Brasil, a educação e a instrução das crianças pertencentes à elite assumiriam o papel estratégico de introduzir um habitus civilizado nas famílias da boa sociedade. Neste processo, os manuais de educação atuaram como veículos de disseminação dos novos modelos de comportamento que iriam preparar os futuros cidadãos.


Palavras-chave


História da criança; Educação; Infância; Habitus.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, A. M. (org). Pensando a Família no Brasil- da colônia à modernidade. Rio de Janeiro: co-edição Espaço e Tempo! UFRRJ, 1987.

ALENCASTRO, L. F. (org) História da Vida Privada no Brasil. São Paulo: Cia das Letras, 1997. v. 11.

ARIES, P. História Social da Criança e da Família. RJ: Guanabara, 1981.

BANDINTER, E. O Mito do Amor Conquistado. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985. CASSIRER, Emest. A Filosofia do Iluminismo. 2a ed. São Paulo: UNICAMP, 1994.

CHARTI ER, R. História Cultural - entre práticas e representações. Lisboa: Bertrand, 1990.

CLAYDON, L. F. Rousseau on Education. Londres: The Macmillian Company, 1969.

ELIAS, N. A Sociedade de Corte. 2 a ed, Lisboa: Estampa, 1995. . Processo Civilizador. São Paulo: JZE, 1993. v. 11.

ELIAS, N. Processo Civilizador. São Paulo: JZE, 1994. v.1.

FILHO, J. Moral e História em John Locke. São Paulo: Loyola, 1992.

FERNANDEZ, A. G. La lIustración Francesa - entre Voltaire y Rousseau. Madri: Gincel, 1985.

FREYRE, G. Sobrados e Mocambos. 8 a ed, São Paulo: Record, 1990.

FREYRE, G. Casa Grande e Senzala. 25. ed, Rio de Janeiro: José Olympio , 1987.

FREITAS, M. C. (org) História Social da Infância no Brasil. São Paulo: Cortez, 1997.

MATTOS, I. R. O Tempo Saquarema - A Formação do Estado Imperial. 2.ed, SP: Hucitec, 1990.

MARKERT, W. (org.) Teorias de Educação do Iluminismo. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1994.

MAUAD, A. M. A Vida das Crianças de Elite durante o Império. 1998, (no prelo)

MUAZE, M. A. F. A descoberta da infância e a construção de um habitus civilizado na boa sociedade imperial. 1999. Dissertação (Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1999.

PILOTTI, F.; RIZZINI, I. A Arte de Governar Crianças. Rio de Janeiro: Anais, 1995.

Del PRIORE, M. (org). História da Criança no Brasil. São Paulo: Contexto, 1991.

RIZZINI, I. (org). Olhares sobre a Criança no Brasil - séculos XIX e xx. Rio de Janeiro: Anais, 1997.

ROQUETTE, J. Código do Bom-Tom, ou, Regras de Civilidade e de bem viver no século XIX. São Paulo: Cia das Letras, 1997- (Retratos do Brasil).

ROUSSEAU, J. J. Emílio ou Da Educação. São Paulo: Martins Fontes, 1995.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. As Barbas do Imperador - D. Pedro II: um monarca nos trópicos. São Paulo: Cia das Letras, 1998.

SHORTER, E. A Formação da Família Moderna. Lisboa: Terramar ed, 1975.

STAROBINSKI, J. J. Jean-Jacques Rousseau: a transparência e o obstáculo. São Paulo: Cia das Letras, 1991

FONTES IMPRESSAS: Correio das Damas - jornal de litteratura e modas. Lisboa, typografia Lisboense, editor J. S. Mengo, 1836-1850. (Biblioteca Nacional/sessão de obras raras).

FÉNELON. De I'Éducation des Filies. Fables choisies. Paris: Librarie bibliotheque nationale, 1885.

FROEBEL, F. L'Éducation de L'homme. Traduit de I'allemand par la baronne de Crombrugghe. 2.ed, Paris: G Fischbacher, 1881.

MARTIN, A. Educação das Mães e Família. Traduzido do francês. 1834.

MORAES, A. J. M. O Educador da Mocidade Brasileira. Aprovada pelo arcebispo da Bahia para uso e leitura no Império. Bahia: Typ de Epiphanio Pedrosa. 1852.

RECUPITO, Ippolito - Educazione fisica, morale ed Intelletuale. Tip dei Cav Vecchi, 1886.

SEABRA, B. O Alforge da Boa Razão - livrinho para meninos. Rio de Janeiro, 1870 "

SPENCER, H. De I'éducation. Édition populaire. 2ª ed, Paris: Librarie Germer Bailliére, s.d.

SOVET, A. Éducation Physique de f'enfance. Bruxellas, Jamar, s/d




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2000v6n0p57

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br