O uso de documentos escritos no ensino de história: premissas e bases para uma didática construtivista

André de Faria Pereira Neto

Resumo


Este artigo apresenta uma proposta didática de uso do documento escrito no ensino de história. Para tanto, parte de duas premissas para a sua utilização. A primeira relaciona-se com a natureza e significado do documento histórico e a segunda com o compromisso que o professor de história deve ter com sua prática docente. Cientes da importância destas premissas, o artigo apresenta algumas bases para a utilização deste método didático que interprete o documento escrito de maneira diversa da positivista. Com isso, este artigo pretende auxiliar o professor estimular a curiosidade investigativa e ampliar o desejo pelo conhecimento dos estudantes. Este método pretende ser mais um recurso que ajude o professor a transformar a sala de aula em um lugar de produção de conhecimento escolar.


Palavras-chave


Prática de ensino de história; Métodos didáticos; Uso de documentos históricos.

Texto completo:

PDF

Referências


BECKER, F. O que é contrutivismo. São Paulo: FDE, 1993.

BITTENCOURT, C. Procedimentos metodológicos em pesquisa sobre imagens no ensino de história. In: ENCONTRO DE PROFESSORES PESQUISADORES NA ÁREA DO ENSINO DE HISTÓRIA, 2., 1995, Niterói. Anais ... Niterói: EDUFF, 1995.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros curriculares nacionais: História. Brasília: Mec, 1997.

BURKE, P. A revolução Francesa da historiografia: a Escola dos Annales, 1929-1989. São Paulo: Unesp, 1991.

CORSETTI, B. Neoliberaliso, memória e ensino de História. In: LENSKIJ, T.; HELFER, N. A memória e o ensino de história. Santa Crus do Sul: Edunisc, 2000. p. 12-22.

CORTESÃO, J. Caminhos da história ensinada. Campinas: Paripus, 1993.

FONSECA, S. O ensino de história e a construção da cidadania. In: SEFFNER, R. (org.). Qual história? Qual ensino? Qual cidadania? Porto Alegre: ANPUH; Ed. Unisinos, 1997. p. 14-20.

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1995.

GASMAN, L.. Documentos históricos brasileiros. Rio de Janeiro: FENAME, 1976.

INCIO, I. C.; LUCA, T. R. Documentos do Brasil colonial. São Paulo: Ática, 1993.

JOANILHO, A. A construção da nacionalidade. História e Ensino, Londrina, v. 6, p. 131-140, 2000.

KNAUSS,P. Sobre anorma e o óbvio: a sala de aula como lugar de pesquisa. In: NIKTIUK, S. (Org.). Repensando o ensino da história. São Paulo: Cortez, 1999. p. 26-46. (Coleção Questões de Nossa Época; v.53)

LE GOFF, J. Documento/monumento. In: LE GOFF, J. História e memória. Campinas: Ed. Unicamp, 1996. p. 535-553.

MONTEIRO, A. M. Ensino de história: das dificuldades e possibilidades de um fazer: In: DAVIES, N. (Org.). Para além dos conteúdos no ensino de história. Niterói: Ed. UFF, 2000. p. 27-43.

PENTEADO, H. D. Professores e prática: pensando a didática. Cadernos Cedes, v. 21, p. 6-12- 1988.

PEREIRA NETO, A. História e cinema em videocassete: reflexões em torno de uma experiência didática. Ciência e Cultura: Revista da Sociedade Brasileiro para o Progresso da Ciência, v. 41, n. 9, p. 884-887, 1989.

PEREIRA NETO, A. Tornar-se cientista: o ponto de vista de Bruno Latour. Cadernos de Saúde Pública, v. 13, n. 1, p. 109-118, 1997.

REIS, J. P. Nouvelle histoire e tempo histórico: a contribuição de Febvre, Bloch e Braudel. São Paulo: Àtica, 1994.

ROSA, S. Construtivismo e mudança. Sâo Paulo: Cortez, 2000. (Coleção Questões de Nossa Época, v. 29)

SILVA, M. A.; ANTONACCI, M. A. M. Vivência na contramão. Produção de saber histórico e processo de trabalho na escola de 1º e 2º graus. Revista Brasileira de História, São Paulo, p. 9-29, 1990.

SOARES, M. Cinema como recurso auxiliar do ensino. In: ENCONTRO DE PROFESSORES NA ÁREA DO ENSNO DE HISTÓRIA, 2., 1995, Niterói. Anais... Niterói: Eduff, 1995. p. 203-214.

TODOROV, I. A descoberta da América: a questão do outro. São Paulo: Martins Fontes, 1983.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2001v7n0p143

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br