Representações dos professores sobre saber histórico escolar

Oldimar Pontes Cardoso

Resumo


Este texto apresenta alguns dos resultados de uma pesquisa de campo educacional que procura compreender como quatro professores de História do Ensino Médio de uma mesma escola representam o saber histórico escolar criado cotidianamente por eles. A análise dos dados sugeriu que as representações dos professores são marcadas pela oposição aos assim chamados "professores tradicionais" e "historiadores positivistas”.


Palavras-chave


Ensino de história; Cotidiano escolar; Representações de professores.

Texto completo:

PDF

Referências


ABUD, K. M. Conhecimento histórico e ensino de História: a produção de conhecimento histórico escolar. XlV ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA. SUJEITOS NA HlSTÓRIA. PRÁTICAS E REPRESENTAÇÕES, 1998, São Paulo. Encontros com a História, Bauru, n. 2, 127-141, 2001.

ITTENCOURT, C. M. F. Capitalismo e cidadania nas atuais propostas curriculares de história. In: BITTENCOURT, C. (org.). O saber histórico na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2004. p. 11-27.

ITTENCOURT, C. M. F. Propostas curriculares de história: continuidades e transformações. In: BARRETO, E. S.S. Os currículos do ensino fundamental para as escolas brasileiras. São Paulo: Autores Associados/Fundação Carlos Chagas, 1998. p.127-161.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros curriculares nacionais: história e geografia -1997. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.

CHERVEL, A. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Teoria & Educação, n. 2, p. 177-229, 1990.

CHERVEL, A. La culture scolaire. - Paris: Belin, 1998.

CORDEIRO, J.F.B. História no centro do debate: da crítica do ensino ao ensino crítico (as propostas de renovação do ensino de História nas décadas de setenta e de oitenta) (1994). Araraquara: Unesp, 2000.

CRUZ, H. F. O ensino de história: da reprodução á produção de conhecimento. In: SILVA, M. A. Repensando a História. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1994. p.25-29.

DOSSE, F. A história em migalhas: dos annales à nova história. São Paulo: Ensaio, 1992.

ERICKSON, F. Qualitative methods in research on teaching. In: WITTROCK, M. C. (Org.). Handbook of research on teaching. New York: Macmillan, 1985. P. 119-161.

LEFEBVRE, H. La presencia y la ausencia: contribución a la teoria de las representaciones. México: Fondo de Cultura, 1983.

SILVA, M. A.; ANTONACCI, M. A. Vivência da contramão: produção de saber histórico e processo de trabalho na escola de 1º e 2º graus. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 9, n. 19, p. 9-29, 1990.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2004v10n0p53

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br