Formação de professores para o século XXI: dimensões de uma crise vivenciada

Geni Rosa Duarte

Resumo


Este artigo propõe-se a analisar algumas mudanças nos debates historiográficos mais recentes, que afetam o ensino de História e a definição do papel do professor, como uma crise. Torna-se difícil ao professor de História incorporar essas mudanças historiográficas no contexto da sala de aula e no uso de materiais didáticos. Entretanto, essas mudanças podem apontar alguns caminhos para a formação de professores no século XXI.


Palavras-chave


Crise; Historiografia; Ensino de história; Formação de professores de história.

Texto completo:

PDF

Referências


CABRINI, C.; CIAMPI, H.; VIEIRA, M. P.; PEIXOTO, M. R.; BORGES, Y. H. P. O ensino de história na 5ª série: um desafio e uma tarefa urgente. Projeto História, São Paulo, n. 5, nov. 1985.

CASTELO BRANCO, H. A. Aula inaugural dos cursos de 1967 da Escola Superior de Guerra. Brasília, 1967. Mimeo

FENELON, D. R. Aquestão dos Estudos Sociais. Cadernos Cedes, São Paulo, n. 10, 1989.

GIORDAN, M.; STAROBINAS, L.; SCHWARTZ, G. Inclusão digital e reforma universitária. Folha de São Paulo,São Paulo, 29 mar. 2005. p. 3.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2005v11n0p51

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br