A educação como elemento de reconstrução nacional: o caso da Nicarágua Sandinista

Gerson Wasen Fraga

Resumo


A finalidade deste artigo é oferecer uma breve análise da forma com que a educação pode se constituir em elemento de reconstrução de uma nação. Para tanto, aborda-se o caso da Cruzada Nacional de Alfabetização efetuada pelo governo Sandinista da Nicarágua após sua ascensão ao poder em 1979. Destacamos aqui seus objetivos, alguns aspectos de sua organização, abordando brevemente ainda seus principais pressupostos teóricos.


Palavras-chave


América Latina; Nicarágua; Sandinismo; Educação; Alfabetização.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBERT, M. T. A. Campanha de Alfabetização com Processo de conscientização do povo. In: ZIMMER, J. (org.). Pedagogia da libertação: ensino na Nicarágua. Porto Alegre: Flepan, 1997.

ASSMANN, H. Nicarágua triunfo en la alfabetización: documentos e testimonios de la Cruzada Nacional de Alfabetízación. San José, Costa Rica: Ministério de Educación, Departamento Ecumênico de Investigaciones, 1981.

CHACON, A. Revolução e alfabetização (entrevista). In: CARUSO, R. C. Libre, Nicarágua Livre, Florianópolis: Edição do autor, 1980.

CORTÁZAR, J. Nicarágua: tão violentamente doce. Brasiliense: São Paulo, 1987.

GALVÃO, G.; MARCONDES, P.; JOHN, L.; MONTIEL, F. Nicarágua, Nicarágua, Grêmio Politécnico: São Paulo, 1980.

PIVA, M. C.; PIVA, M. A. Nicarágua: um povo esua história (155-1984). Paulinas: São Paulo, 1986.

YEVES, E. La Contra: una guerra sucia. Barcelona: Ediciones B, 1990.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2006v12n0p101

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br