Manual escolar: guia de estudo ou prática de competências? Estudo com professores e alunos do ensino secundário

Maria Isabel Afonso

Resumo


O trabalho apresentado corresponde a uma das fases da investigação para a tese de doutoramento cujo enfoque é o papel do manual de História no desenvolvimento de competências, na perspectivade professores e alunos do ensino secundário. Com este estudo procura-se compreender a utilização que professores e alunos fazem das actividades propostas nos manuais de História de 10º ano, e como tais propostas se relacionam com o desenvolvimento das competências definidas no programa da disciplina. A amostra é constituída por 6 alunos a frequentar o 10º ano, em escolas do Norte de Portugal, e 5 professores a lecionar esse ano de escolaridade. A análise dos dados recolhidos forneceu pistas para a evolução do estudo em processo e permitiu identificar percepções de professores e alunos sobre o uso do manual escolar e ainda concepções de alunos em História ao resolverem actividades que são propostas nesse recurso educativo.


Palavras-chave


Manual escolar; Percepções de professores; Manual de História. Concepções de alunos em História

Texto completo:

PDF

Referências


ASHBY, R. Conceito de evidência histórica: exigências curriculares e concepções dos alunos. In: BARCA, I. (Org.). Educação histórica e museus. Actas das Segundas Jornadas Internacionais de Educação Histórica. Braga: Centro de Investigação em Educação, Universidade do Minho, 2003. p.37- 47.

BARCA, I. Educação histórica: uma nova área de investigação. In ARIAS NETO, J. M. (Org.). Dez anos de pesquisa em ensino de história. Londrina: AtritoArt, 2005. p. 15-25.

BORRIES, B.; KORBER, A.; MEYER- HAMM J. Uso reflexivo de los manuales escolares de historia: resultados de una encuesta realizada a docentes, alumnos y universitarios. Enseñaza de las Ciencias Sociales. Revista de investigación, n.5, Mar. 2006.

COSTA, M. A. Ideias de professores sobre a utilização de fontes dos manuais de História. Um estudo no 3.º Ciclo do Ensino Básico. 2007. Dissertação (Mestrado) - Universidade do Minho, Braga, 2007.

GERARD, F.; ROEGIERS, X. Des manuels pour apprendre. Concevoir, évaluer, utiliser. Bruxelles: De Boeck. 2003.

MOREIRA, O. Concepções dos alunos acerca da Televisão e conheci mento histórico.2002. Dissertação (Mestrado) - Universidade do Minho, Braga, 2002

PORTUGAL. Ministério DA Educação. Programa de História A, 10.º, 11.º e 12.º ano. Curso Científico Humanístico de Ciências Sociais e Humanas. Lisboa: ME–DES, 2002.

SILVA, R. A construção do conhecimento histórico a partir das actividades propostas pelos manuais: um estudo com alunos do 2.º ciclo do Ensino Básico. 2007. Dissertação (Mestrado) - Universidade do Minho, Braga, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2010v16n1p113

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br