Os textos clássicos e o movimento da história

Aroldo Alcantara de Paula Souza

Resumo


A leitura de textos clássicos no curso de pedagogia da UNAES foi o tema de uma pesquisa monográfica em 2007. Foi empreendida uma investigação sobre a instituição, o curso e sua biblioteca. Através da análise das ementas, grades e registro do acervo ficou constatado que a desvalorização do texto clássico não é um fenômeno restrito à sala de aula e que, duas disciplinas constituem-se como exceções em meio à regra geral: utilização de manuais didáticos, trechos de dissertações e fotocópias de capítulos de livros contemporâneos. Discurso, prática e linha de pensamento dos professores das disciplinas pesquisadas foram analisados com o objetivo de demonstrar que a vertente marxista "ciência da história" pressupõe uma didática baseada na cientificidade histórica comum aos textos clássicos.

 

 


Palavras-chave


Clássicos; Manual didático; História da educação; Filosofia.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, G. L. Asfunções' da escolapública de educaçãogeralsob oimperialismo..Novos Rumos, São Paulo, 1990, n. 16. p. 112.

ALVES, G. L. A Produção da &cola Pública Contemporânea. Campinas, SP: Ed. Universidade Estadual de Campinas, 1998.

ALVES, G. L. O Trabalho Didático na Escola Moderna: formas históricas. Campinas, SP: Autores Associados, 2005.

ARRUDA, E. E.; LIMA, M. F. E. M.; PEREIRA, S. M.; SOUZA, A. A. A. Sobre (o) viver de crianças e adolescente: uma reflexão acerca do método de pesquisa. Intermeio, Campo Grande, v. 9, n.18, p. 105-117, 2003.

BRASIL. Lei n°9.394, de 1996. Lei de diretrizes e bases da educação nacionaL Brasília: Gráfica do Senado Federal, 1997.

CALVINO, I. Por que ler os clássicos? São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

CAMBI, F. História da pedagogia. São Paulo: UNESP, 1999.

CHAUÍ, M. Introduçâo ri história da filosofia: dos pré-socráticos a Aristóteles. São Paulo: ed. Companhia das Letras, 2002.

COMÊNIO, J. A. Didáctica magna: tratado da arte universal de ensinar tudo a todos. Lisboa: Fundação Calouste Gulbekian, 1996.

DEMO, P. Aprende/' mal. (no prelo) 2007.

FERRO, M.; TAVARES, M. Conhecer os filósofos: de Kant a Comte. Lisboa: Ed. Presença, 1991.

FERREIRA, A. B. H. Novo Aurélio século XXI: o dicionário da língua portuguesa. Rio de Janeiro: ed. Nova Fronteira, 1999.

FIGUEIRA, P. A. A educação de um ponto de vista histórico. Rev. Internleio, Campo Grande, v. 1, n.1, p. 11-15,1995.

HUBERMAN, L. História da riqueza do homem. São Paulo: Livro Técnico, 1987.

JAEGER, W. W. Paidéia: a formação do homem grego. São Paulo: 'vIartins Fontes, 1986

LAUAND, L. J. (org). Cultura eeducação na idade média: textos dos séculos Vao XIII. São Paulo: Martins Fontes. 1998.

MALAGUTI, M. L. "O fim do ensino?". s1: 2005 (artigo fotocopiado)

MARX, K. Contribuição à crítica da economia política. In: WEFFORT, F. C. (Org.). Clássicos da política. São Paulo: Ática, 1991.

MARX, K.; ENGELS, F. Manifesto do partido comunista. Porto Alegre: L&PM, 2001.

MARX, K.; ENGELS, F. A ideologia Alemã: teses sobre Feuerbach. São Paulo: Ed. Centauro, 2004.

PADOVANI, U.; CASTAGNOLA, L. História da filosofia. São Paulo: Melhoramentos, 1990.

PESSANHA, J. A. M. Os pré-socráticos: vida e obra. In: Os pré-socráticos: fragmentos, doxografiaecomentários. São Paulo: Abril Cultural, 1978. Col. Os pensadores.

PLATÃO. A República. São Paulo: Ed. Nova Cultural, 1997.

ROSA, M. G. A história da educação através dos textos. São Paulo: Cultrix, 1975.

RUBANO, D. R.; MOROZ, M. Oconhecimento como iluminação divina: Santo Agostinho. In: ANDERY et al. Para compreender a ciência: uma Perspectiva J Histórica. Rio de Janeiro: ed. Espaço e tempo; São Paulo: Educ, 2000, p. 145-158.

SAVIANI, D. Educação: do senso comum àconsciência filosófica. São Paulo: Ed. Cortez, 1986.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. Campinas, SP: Autores Associados, 1997.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2008v14n0p29

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br