Cinema e ensino de história: propaganda e crítica em outubro e o triunfo da vontade

Marcos Silva

Resumo


Este artigo discute os filmes Outubro (1927), de Serguei Eisenstein e Grigory Alexandrov, e O triunfo da vontade (1935), de Leni Riefenstahl. O texto destaca diferentes ligações entre cada filme e o regime político do país onde foi produzido. Eisenstein e Alexandrov comemoram a Revolução de 1917 mas preservam tensões narrativas sobre significados dos ídolos para a política. Riefenstahl reafirma ideais nazistas e define seu filme como obra de propaganda. Os dois filmes podem ajudar nos debates do Ensino de História sobre o conceito de Totalitarismo.


Palavras-chave


Outubro (o filme); O triunfo da vontade; Serguei Eisenstein e Grigory Alexandrov; Leni Riefenstahl; Cinema e ensino de história.

Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, H. Origens do totalitarismo. São Paulo: Cia. das Letras, 1989.

BARTHES. R. Aula. São Paulo: Cul trix, 1980.

BENJAMIN, W. A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica. In: BENJAMIN, W. Magia e técnica, arte política. São Paulo: Brasiliense, 1994. p. 165-196.

DIEHL, P. Propaganda epersuasão na Alemanha nazista. São Paulo: Annablumc, 1996.

GTESEN, R. Nazi propaganda films: a history anil filrnograpy. Jefferson: MacFarland,

SALGADO, S. Terra. São Paulo: Cia. das Letras, 1997.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2009v15n0p103

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br