A concepção de ensino pensada por Roberto Mange - a formação de mão de obra SENAI: a escola do SENAI – PR

Desirê Luciane Dominschek

Resumo


Neste artigo volto-me ao processo de criação e desenvolvimento do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) do Paraná, destacando a forma como se pensava o ensino dos operários. A filosofia institucional de ensino pautava-se na concepção de Roberto Mange e pode ser percebida em alguns documentos, como relatórios e reportagens do Jornal “O Escudo” elaborado pelos próprios alunos do SENAI-PR. Entendo que se mesclavam uma visão taylorista com uma visão humanista nesta concepção.


Palavras-chave


SENAI; Ensino profissional; Formação para o Trabalho

Texto completo:

PDF

Referências


SENAI. Relatório. Histórias e percursos: o departamento nacional do SENAI (1942-2002), 2002.

O ESCUDO - Órgão oficial dos alunos do SENAI. Curitiba: Oficina de Artes Gráficas da Escola do SENAI, 1949-1962.

SÃO PAULO, SENAI, Relatório. De homens e máquinas: Roberto Mange e a Formação Profissional. Acervo Roberto Mange: Inventario Analítico, 1991. v.1.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2238-3018.2011v17n1p195

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Hist. Ensino
E-Issn: 2238-3018
DOI10.5433/2238-3018
E-mail: labhis@uel.br