A GEOTECNOLOGIA COMO FERRAMENTA PARA O MAPEAMENTO DO USO E OCUPAÇÃO DO SOLO, ENTRE 2007 E 2008, NO MUNICÍPIO DE TEOFILÂNDIA (BA)

José Luiz Oliveira Batista, Rosangela Leal Santos

Resumo


Realizar um mapeamento do uso e ocupação do solo através das ferramentas do geoprocessamento como as técnicas de Processamento Digital de Imagens, é fundamental para verificar as alterações nas áreas das principais classes do uso e ocupação do solo no município de Teofilândia (BA). Foram utilizadas imagens do sensor Landsat 5TM órbita-ponto 216/68 de 15/01/2007 e 02/03/2008. A técnica de PDI foi dividida em três etapas: pré-processamento, processamento e pós-processamento. Realizou-se a correção atmosférica utilizando o método do “pixel escuro”. Posteriormente fez-se o recorte da área e aplicou o realce. Em seguida fizeram-se as seguintes etapas: classificação supervisionada utilizando o método Maxver; identificação das classes, as quais foram definidas em cinco categorias principais ligadas ao uso da terra: pastagem, solo exposto, caatinga, área urbana e água. O resultado final comprovou que houve mudanças nas áreas das classes entre os anos, principalmente da classe de caatinga para a área de pastagem.


Palavras-chave


Geociências

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2011v20n3p095

Direitos autorais 2013 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com