TÉCNICAS DE REGRESSÃO LOGÍSTICA APLICADA À ANÁLISE AMBIENTAL

Carlos André Bulhões Mendes, Fausto Alfredo Canales Vega

Resumo


Este estudo tenta identificar quanto entendimento das forças motrizes de alterações no padrão do uso do solo, pode ser ganho com uma análise geográfica e estatística. Tal abordagem é aplicada no ecossistema Pantanal no Brasil e leva em conta a variabilidade espacial dos processos de mudanças da terra. Os modelos aqui desenvolvidos sugerem que alguns fatores principais dirigem os processos de mudanças, relacionando-se a algumas fundamentações teóricas bem estabelecidas. Os resultados sugerem que a conversão para uso agrícola é controlada por custos de transporte e fatores agroclimáticos. Heterogeneidade espacial como também a variabilidade temporal afeta a habilidade para utilizar os modelos de regressão para grandes extrapolações. Os modelos permitem avaliar o impacto de mudanças derivados das forças indutoras que são representadas através de critérios geográficos. Os modelos poderiam ser incorporados em um arcabouço institucional de planejamento, análise de cenários e avaliação de impactos a nível governamental.


Palavras-chave


Regressão logística; Pantanal; Sistema de informações geográficas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2011v20n1p5

Direitos autorais 2012 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com