Avaliação de interceptação e precipitação interna em capoeira e floresta secundária em Guarapuava–PR

Edivaldo Lopes Thomaz

Resumo


O objetivo do presente estudo foi avaliar a interceptação de chuva e a precipitação interna em área com capoeira e floresta secundária. A pesquisa foi realizada em Guarapuava, região centro-sul do Estado do Paraná, Brasil. As mensurações foram conduzidas durante o ano hidrológico de 2002. A média de interceptação da chuva na capoeira foi de 52,4% e na floresta secundária foi de 23%. A interceptação da chuva na capoeira foi o dobro do que o registrado na floresta secundária. Ambas as áreas tiveram aumento da precipitação interna à medida do aumento da chuva total. Entretanto, em termos relativos (percentuais) a capoeira registrou aumento da interceptação com o aumento da precipitação total. Enquanto, que a capacidade de interceptação da floresta secundária decresceu exponencialmente. O resultado obtido na capoeira foi contrário ao verificado na literatura.


Palavras-chave


Capoeira, Floresta Secundária, Precipitação, Interceptação, Precipitação Interna.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2005v14n1p47

Direitos autorais 2010 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com