A contribuição da fenomenologia nos processos de intervenção urbana em ocupações irregulares

Helena Midori Kashiwagi

Resumo


Este trabalho busca, por meio da visão interdisciplinar, analisar as ocupações irregulares para uma melhor compreensão dessa nova tendência de urbanização da cidade, na qual, o planejamento urbano tem investigado alternativas e soluções para tal. Entretanto, a complexidade de intervenção nessas áreas, nem sempre bem sucedida, levou-nos a encontrar novas abordagens para a análise do espaço urbano. A área estudada, denominada Favela do Parolin, foi submetida a algumas intervenções, as quais ao longo de quase 50 anos, não impediram o seu crescimento, o qual, segundo o último Censo do IBGE (2000), aponta para 4.779 habitantes. Assim, sob o enfoque da Geografia Humanística, abordou-se o espaço da área de estudo por meio do aporte teórico-metodológico da Fenomenologia. Neste contexto, adentrou-se numa visão mais humanizada do planejamento urbano, na qual, a associação da leitura dos fenômenos cognitivos, afetivos e sociais permitiu-nos perceber os espaços enquanto lugares, desvendando novas leituras e análises do espaço urbano. Esta pesquisa, ao percorrer os caminhos da interdisciplinaridade, promoveu a contribuição da geografia em sua vertente fenomenológica ao planejamento urbano; cuja interação, mostrou-se conveniente aos estudos das ocupações irregulares, ao identificar os valores dos elementos urbanos por meio das vivências.


Palavras-chave


Fenomenologia, Planejamento urbano, Interdisciplinaridade, Ocupações irregulares.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2005v14n2p197

Direitos autorais 2010 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com