Favorabilidade de terras para a agricultura familiar por meio da análise multicritério

Thomaz Corrêa e Castro da Costa, Doracy Pessoa Ramos, Nilson Rendeiro Pereira, Jesus Fernando Mansilla Baça, Elaine Cristina Cardoso Fidalgo

Resumo


A agricultura familiar, no Brasil, é um segmento da economia estratégico para a distribuição de renda e fixação do homem no campo que, mesmo com baixo uso de tecnologias, insumos, e recursos, responde com uma produção significativa para o abastecimento do mercado interno e para a segurança alimentar. Por outro lado, a terra não é sempre alocada adequadamente para utilização agropecuária sustentável, um dos fatores que contribuem para a degradação dos recursos naturais e o empobrecimento do agricultor. A adequação da terra é baseada em fatores ambientais, de infraestrutura, e socioeconômicos, que devem ser analisados conjuntamente. Esta análise é geralmente qualitativa e envolve especialistas (avaliação técnica). Uma experimentação computacional desta análise pode ser realizada por meio de ferramentas de suporte a decisão. Neste trabalho foi aplicada a analise multicritério em SIG, uma ferramenta usual de suporte a decisão, para indicar regiões (pequena escala) favoráveis à agricultura familiar, utilizando fatores ambientais, de infra-estrutura, e sócio econômicos. O resultado foi validado por meio de indicadores de qualidade dos assentamentos rurais sugeridos por Sparovek (2003).


Palavras-chave


Análise multicritério; Agricultura familiar; Suporte a decisão

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2005v14n2p5

Direitos autorais 2010 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com