Considerações sobre a produção e tendência da geografia paranaense no XI Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada

Edivaldo Lopes Thomaz, Marquiana de Freitas Vilas Boas Gomes

Resumo


Este ensaio tem por objetivo apresentar a produção da geografia paranaense no XI Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada. Buscou-se avaliar, de maneira geral, a tendência dessa produção de acordo com as universidades paranaenses participantes no evento, sendo que a geografia paranaense contribuiu com 10,1% do total de trabalhos do evento (67 trabalhos). Verificou-se que as universidades paranaenses têm produzido estudos diversificados na área de Geografia Física, especialmente, na área de Análise Ambiental (35,8%). Em seguida, aparecem dois setores clássicos, Geomorfologia e Climatologia com 23,8% e 16,4% dos trabalhos respectivamente. Considera-se que há uma tendência de abordagem, denominada Análise Ambiental, dominante no interior da Geografia Física paranaense. Essa tendência é a mesma verificada na produção da Geografia Física brasileira.


Palavras-chave


Geografia Física; Geografia Aplicada; Geografia Paranaense

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2006v15n1p135

Direitos autorais 2010 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com