Estudos geoambientais: mapeamento de bacias hidrográficas no oeste do Rio Grande do Sul

Eléia Righi, Luis Eduardo de Souza Robaina

Resumo


Este trabalho apresenta uma proposta de mapeamento geoambiental com o objetivo de obter dados do meio e das diferentes formas de uso e ocupação, dentro de uma visão Geossistêmica das Bacias Hidrográficas dos arroios Jaguarí-Mirim, Inhadiju e Piquiri. A área de estudo está localizada na bacia hidrográfica do rio Ibicuí, região Oeste do Rio Grande do Sul, Brasil. O trabalho desenvolveu-se a partir da técnica de mapeamento geoambiental do Laboratório de Geologia Ambiental (LAGEOLAM/UFSM) desenvolvida por Trentin e Robaina (2005), que se baseia na possibilidade de divisão da área estudada em unidades homogêneas. O mapeamento através da sua representação e síntese refletiu em cinco sistemas e duas unidades, que caracteriza a paisagem geoambiental. O trabalho representa uma ferramenta importante para ser usado em propostas de gestão e planejamento permitindo o máximo de equilíbrio entre o uso e o suporte do meio natural.


Palavras-chave


Bacias Hidrográficas, Mapeamento, Geoambienta

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2008v17n1p25

Direitos autorais 2010 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com