Lugares centrais e lugares periféricos de Goiânia: diversidade e complexidade

Elaine Alves Lobo Correa

Resumo


O objetivo deste texto é discutir a valorização e segregação socioespacial em Goiânia, um processo que propicia a formação de novas áreas de centralidades, tendo como reflexo o atual modo de produção capitalista. Tal processo é decorrente da questão do uso do solo urbano, um elemento capaz de promover a desigualdade de acesso a terra urbanizada. O ordenamento do espaço urbano goianiense criou vários lugares, destinados as diferentes classes sociais, que se contrapõem, sobrepõem e coadunam.


Palavras-chave


Goiânia; produção do espaço; valorização; segregação socioespacial.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2010v19n2p3

Direitos autorais 2010 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com