Ser-Estar-Fazer Docente: a epistemologia da prática do/a professor/a de Geografia

Victória Sabbado Menezes

Resumo


O artigo apresenta o intento de discutir a epistemologia da prática do professor de Geografia com a finalidade de analisar as linhas epistemológicas da Geografia e da Educação que caracterizam o ser-estar-fazer docente. Para tanto, realizou-se uma revisão bibliográfica e uma pesquisa de campo por meio da observação simples das aulas de professores de Geografia do ensino básico estadual de um município do interior do Rio Grande do Sul e das aulas de estágio obrigatório de acadêmicos da licenciatura em Geografia de uma universidade federal do mesmo município. Quanto às dissonâncias entre estes grupos, destaca-se o uso de maior diversidade de recursos didáticos pelos acadêmicos e o fato dos professores não centrarem suas aulas apenas nos conteúdos geográficos em si, mas também visando uma formação integral dos alunos. No tocante às convergências, identificou-se um ensino marcado pela quase ausência da dialogicidade, bem como uma contradição epistemológica tanto da Geografia quanto da Educação em seus fazeres docentes. Contudo, a epistemologia da prática dos sujeitos apresenta a predominância do empirismo, o que contribui para a reprodução de um ensino de Geografia pouco significativo aos alunos, anunciando a necessidade de repensar as licenciaturas em Geografia não somente em termos metodológicos, mas, sobretudo, epistemológicos.

Palavras-chave


Ensino de Geografia; Epistemologia da prática; Formação docente.

Texto completo:

PDF

Referências


BECKER, Fernando. A epistemologia do professor: o cotidiano da escola. Petrópolis: Vozes, 1993.

CAVALCANTI, Lana de Souza. Pensar pela geografia: ensino e relevância social. Goiânia: C&A Alfa Comunicação, 2019.

COSTELLA, Roselane Zordan. Competências e habilidades no contexto da sala de aula – ensaiando diálogos com a teoria piagetiana. Cadernos do Aplicação, Porto Alegre, v. 24, n. 1, p. 225-240, jan./jun. 2011.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GAUTHIER, Clermont et al. Por uma teoria da pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí: EdUNIJUÍ, 1998.

KEBACH, Patrícia Fernanda Carmem. O professor construtivista: um pesquisador em ação. In: BECKER, Fernando; MARQUES, Tania Beatriz Iwaszko (org.). Ser professor é ser pesquisador. Porto Alegre: Mediação, 2010. p. 43-54.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2010.

MARQUES, Tania Beatriz Iwaszko. Do egocentrismo à descentração: a docência no ensino superior. 2005. Tese (Doutorado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação - Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005.

MARQUES, Tania Beatriz Iwaszko. Professor ou pesquisador? In: BECKER, Fernando; MARQUES, Tania Beatriz Iwaszko (org.). Ser professor é ser pesquisador. Porto Alegre: Mediação, 2010. p. 56-62.

MONTEIRO, Silas Borges. Epistemologia da prática: o professor reflexivo e a pesquisa colaborativa. In: PIMENTA, Selma Garrido; GHEDIN, Evandro (org.). Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. São Paulo: Cortez, 2012. p. 128-147.

MORAES, Maria Cândida; VALENTE, José Armando. Como pesquisar em educação a partir da complexidade e da transdisciplinaridade? São Paulo: Paulus, 2008.

MORIN, Edgar; VIVERET, Patrick. Como viver em tempo de crise? Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013.

NÓVOA, António. Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Cadernos de Pesquisa, Curitiba, v. 47, n. 166, p. 1106-1133, out./dez. 2017.

O TEMPO não para. [Compositor e intérprete]: Cazuza. Rio de Janeiro: PolyGram Universal Music, 1988. 1 CD. (43min.26).

SIMPLES assim. [Compositor e intérprete]: Lenine. Rio de Janeiro: Universal Music, 2015. 1 CD. (39min28).

TARDIF, Maurice. A profissionalização do ensino passados trinta anos: dois passos para a frente, três para trás. Educação e Sociedade, Campinas, v. 34, n. 123, p. 551-571, abr./jun. 2013.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2014.

TEIXEIRA, Elizabeth. As três metodologias: acadêmica, da ciência e da pesquisa. Petrópolis: Vozes, 2009.

VLACH, Vânia Rúbia Farias. Geografia em debate. Belo Horizonte: Lê, 1990.

VLACH, Vânia Rúbia Farias. Geografia em construção. Belo Horizonte: Lê, 1991.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2022v31n1p319

Direitos autorais 2021 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com