Territórios Camponeses e o Fechamento das Escolas do Campo: uma análise sobre a escola popular Eduardo Galeano, em Campo do Meio - MG

Leonardo Lencioni Mattos Santos, Estevan Leopoldo de Freitas Coca

Resumo


O fechamento de escolas do campo representa uma das consequências mais drásticas do avanço e rapina dos territórios camponeses pelo agronegócio no Brasil. Sabendo disso, nesse trabalho damos ênfase a algumas das disputas territoriais nas quais a educação do/no Campo está inserida no contexto histórico atual. Para isso, foi analisada a relação entre educação e luta pela/na terra do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) a partir do fechamento da escola popular Eduardo Galeano, localizada no conjunto de acampamentos Quilombo Campo Grande, no município de Campo do Meio - MG. Realizou-se o levantamento do processo de fechamento de escolas rurais em todo o país entre os anos de 2010 e 2019, além de trabalhos de campo e entrevistas no Quilombo Campo Grande. Com isso, se propõe uma leitura pautando o território enquanto categoria chave para a compreensão dos projetos de Educação do Campo e da conflitualidade atual do campo brasileiro. Ademais, destacamos como os processos educacionais em áreas de reforma agrária podem ser fatores de fortalecimento da luta pela/na terra e para a conformação das territorialidades camponesas.

Palavras-chave


Território; Educação do Campo; Fechamento de escolas rurais; Campesinato.

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, Jéssica Danielle Ferreira do. As relações de gênero nos acampamentos e assentamentos do município de Campo do Meio-MG. 2019. Monografia (Licenciatura em Geografia) – Instituto de Ciências da Natureza, Universidade Federal de Alfenas, Alfenas, MG, 2019.

ARROYO, Miguel González. Educação básica e os movimentos sociais. In: ARROYO, Miguel González; FERNANDES, Bernardo Mançano (org.). A educação básica e o movimento social do campo. Brasília, DF: Universidade de Brasília, 1999. v. 2, p. 65-86.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Educação popular. São Paulo: Brasiliense, 1986.

CALDART, Roseli Salete. A escola do campo em movimento. Currículo sem Fronteiras, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 60-81, jan./jun. 2003.

CALDART, Roseli Salete. Educação do campo: notas para uma análise de percurso. In: MOLINA, Mônica Castagna (org.). Educação do campo e pesquisa II: questões para reflexão. Brasília, DF: MDA/MEC, 2010. p. 103-126.

CALDART, Roseli Salete. Sobre a especificidade da educação do campo e os desafios do momento atual. [S. l: s. n.], 2015. Mimeografado.

CALDART, Roseli Salete; PEREIRA, Isabel Brasil; FRIGOTTO, Paulo Alentejano Gaudêncio. Dicionário da educação do campo. Rio de Janeiro: Expressão Popular, 2012.

CAMACHO, Rodrigo Simão. O paradigma originário da educação do campo e a disputa de territórios materiais/imateriais com o agronegócio. Revista NERA, Presidente Prudente, SP, v. 22, n. 50, p. 64-90, 2019.

CAMACHO, Rodrigo Simão. Paradigmas em disputa na educação do Campo. 2014. Tese (Doutorado em Geografia) - Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Presidente Prudente, SP, 2014.

CAMPOS, Janaina Francisca de Souza. Leituras dos territórios paradigmáticos da Geografia Agrária: análise dos grupos de pesquisa do estado de São Paulo. 2012. Tese (Doutorado em Geografia) - Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Presidente Prudente, SP, 2012.

CARRILLO, Alfonso Torres. La educación popular: trayectoria y actualidad. Bogota: El Buho, 2011.

COCA, Estevan Leopoldo de Freitas; SANTOS, Leonardo Lencioni Mattos; SALVATERRA, José Roberto; FREITAS, Isabelle Medeiros de. Quando para impedir a reforma agrária vale até destruir escolas: a direita autoritária contra o acampamento Quilombo Campo Grande, em Campo do Meio-MG. Boletim DATALUTA, Presidente Prudente, SP, n. 151, p. 1-9, jul. 2020.

COLOGNESE, Silvio Antonio; MÉLO, José Luiz Bica de. A técnica de entrevista na pesquisa social. Cadernos de Sociologia, Porto Alegre, RS, v. 9, n. 4, p. 143-160, 1998.

CORREIA, Elis Santos. O fechamento das escolas do campo em Sergipe: territórios em disputa (2007-2015). 2018. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2018.

FERNANDES, Bernardo Mançano. Entrando nos territórios do Território. In: PAULINO, Eliane Tomiasi; FABRINI, João Edmilson (org.). Campesinato e territórios em disputa. São Paulo: Expressão Popular, 2008a. p. 273-302.

FERNANDES, Bernardo Mançano. Os campos da pesquisa em Educação do Campo: espaço e território como categorias essenciais. In: MOLINA, Mônica Castagna (org.). Educação do campo e pesquisa: questões para reflexão. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário, 2006. p. 27-40.

FERNANDES, Bernardo Mançano. Questão agrária: conflitualidade e desenvolvimento territorial. In: BUAINAIN, Antônio Márcio (org.). Luta pela terra, reforma agrária e gestão de conflitos no Brasil. Campinas: Unicamp, 2008b. p. 173-224.

FERNANDES, Bernardo Mançano. Sobre a tipologia de territórios. In: SAQUET, Marcos Aurelio; SPOSITO, Eliseu Savério (ed.). Territórios e territorialidades: teorias, processos e conflitos. São Paulo: Expressão Popular, 2009. p. 197-215.

FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO - FNDE. Liberação de recursos do Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (PNATE) para a Prefeitura Municipal de Campo do Meio, 2019. Brasília, DF: FNDE, 2019. Disponível em: https://www.fnde.gov.br/sigefweb/index.php/liberacoes/resultado-entidade/ano/2019/municipio/311130/programa/D8/cnpj/18239582000129. Acesso em: 20 ago. 2020.

GOTTMANN, Jean. A evolução do conceito de território. Boletim Campineiro de Geografia, Campinas, SP, v. 2, n. 3, p. 523-545, 2012.

HAESBAERT, Rogério. Do corpo-território ao território-corpo (da terra): contribuições decoloniais. GEOgraphia (Niterói): revista do programa de pós-graduação em geografia, Niterói, RJ, v. 22, n. 48, p. 75-90, 2020.

IBGE. Censo agropecuário 2017: resultados preliminares. Rio de Janeiro: IBGE, 2018. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=73093. Acesso em: 20 jul. 2020.

IBGE. Censo Demográfico - 2010. População nos censos demográficos segundo as Grandes Regiões, as Unidades da Federação e a situação do domicílio - 1960/2010. Rio de Janeiro, RJ: IBGE, 2010. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/populacao/9662-censo-demografico-2010.html?=&t=resultados. Acesso em: 30 mar. 2020.

IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios. População residente, por situação do domicílio, sexo e idade, segundo a condição no domicílio e compartilhamento da responsabilidade pelo domicílio. Rio de Janeiro, RJ: IBGE, 2015. Disponível em: https://sidra.ibge.gov.br/tabela/1378#resultado. Acesso em: 9 nov. 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Sinopse estatística da Educação Básica 2010. Brasília: Inep, 2011. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/sinopses-estatisticas-da-educacao-basica. Acesso em: 18 jun. 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Sinopse estatística da Educação Básica 2019. Brasília: Inep, 2020. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/sinopses-estatisticas-da-educacao-basica. Acesso em: 18 jun. 2020.

LUCAS, Kelson Serafini; VALE, Ana Rute do. Assentamento Primeiro do Sul: passado de luta, presente de resistência e futuro de incertezas. Geografia, Ensino & Pesquisa, Santa Maria, RS, v. 18, n. 1, p. 7-22, 2014.

MOLINA, Mônica Castagna. A educação do campo e o enfrentamento das tendências das atuais políticas públicas. Educação em Perspectiva, Viçosa, MG, v. 6, n. 2, p. 378-400, jul./dez. 2015.

MOREIRA, Dorcelina Aparecida. Das “escolinhas de favores” à “escola de direito”: a educação no/do campo no município de Goiás. Revista NERA, Presidente Prudente, SP, ano 21, n. 42, p. 153-176, maio/ago. 2018.

PASTORIO, Eduardo. Nucleação das escolas do campo: o caso do município de São Gabriel/RS. 2015. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Centro de Ciências Naturais e Exatas, Programa de Pós-Graduação em Geografia e Geociências, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS, 2015.

RAFFESTIN, Claude. Por uma geografia do poder. São Paulo: Ática, 1993.

REIS, Herique Heber dos Santos; SOBREIRO FILHO, José; RABELO, Ederlane Vale. Território, movimentos socioterritoriais e Educação do Campo. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 20, n. 69, p. 253–265, 2019.

RODRIGUES, Maria Diva da Silva. Política de nucleação de escolas: uma violação de direitos e a negação da cultura e da educação escolar quilombola. 2017. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável junto a Povos e Terras Tradicionais) - Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2017.

SANTOS, Ailton Dias dos. Metodologias participativas: caminhos para o fortalecimento de espaços públicos socioambientais. São Paulo: Petrópolis, 2005.

SANTOS, Fernando Henrique Tisque dos; SOUZA, Maria Antônia de. Educação do Campo e MST. Revista Olhar de Professor, Ponta Grossa, PR, v. 10, n. 2, p. 213-224, 2007.

SILVA, Edilma José da. A territorialização da política de nucleação e o fechamento de escolas no campo em União dos Palmares/AL (2005-2015). 2016. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2016.

SOBREIRO FILHO, José. As lutas territoriais da memória contra o esquecimento. Campo-Território: Revista de Geografia Agrária, Uberlândia, MG, v. 15, n. 35, p. 172-201, abr. 2020.

SOBREIRO FILHO, José. Contribuição à construção de uma teoria geográfica sobre movimentos socioespaciais e contentious politics: produção. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Presidente Prudente, SP, 2016.

STÉDILE, João Pedro; FERNANDES, Bernardo Mançano. Brava gente: a trajetória do MST e a luta pela terra no Brasil. São Paulo: Expressão Popular, 1999.

STRECK, Danilo Romeu. Metodologias participativas de pesquisa e educação popular: reflexões sobre critérios de qualidade. Interface: comunicação, saúde, educação, Botucatu, SP, v. 20, p. 537-547, 2016.

TAFFAREL, Celi Zulke; MUNARIM, Antonio. Pátria educadora e fechamento de escolas do campo: o crime continua. Revista Pedagógica, Chapecó, SC, v. 17, n. 35, p. 41-51, maio/ago. 2015.

VALE, Ana Rute do; AMARAL, Jéssica Danielle Ferreira do; SANTOS, Leonardo Lencioni Mattos; PLATINI JÚNIOR, Paulo Roberto; ANDRADE, Rodrigo Santos de. Reprodução social e agroecologia nos Assentamentos Primeiro do Sul e Nova Conquista II de Campo do Meio – MG. Revista Retratos de Assentamentos, Araraquara, SP, v. 22, n. 2, p. 215-240, 2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2022v31n1p297

Direitos autorais 2021 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com