A Análise do Voto como Metodologia de Compreensão da Dinâmica Urbana: estudo aplicado à cidade de Trindade – GO

Wildes Jesus Rodrigues, João Batista de Deus, Eguimar Felício Chaveiro

Resumo


A análise do espaço urbano é complexa e possui várias metodologias que procuram, associadas entre si, se aproximar da compreensão de sua realidade. A dinâmica urbana é um elemento presente na cidade e, neste artigo, investigamos essa abordagem a partir da análise do voto em eleições para prefeito. Trindade, no estado de Goiás, foi o palco desta análise pelo fato desse município possuir duas malhas urbanas com particularidades distintas, Trindade II e a sede do município, sendo a primeira próxima à capital do estado de Goiás, Goiânia, e a outra distante cerca de 18 quilômetros da referida capital. Trindade II possui a particularidade de um processo de formação diretamente ligado à Goiânia e enfrenta os desafios da urbanização distante do núcleo central do município. O objetivo dessa investigação foi analisar a dinâmica urbana a partir dos votos em eleições majoritárias. Para compreender esse processo, levantamos dados referentes às eleições municipais de 2000 a 2016 para o executivo, com a intenção de compreender o comportamento dos habitantes das duas porções no que diz respeito às escolhas políticas. Demonstramos que houve um direcionamento dos votos como instrumento de contraposição às escolhas políticas feitas na sede do município.

Palavras-chave


Dinâmica urbana; Fragmentação territorial; Trindade-GO; Voto.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Tribunal Superior Eleitoral. Eleições 2020. Estatísticas eleitorais. Brasília, DF: TSE, 2020a. Disponível em: https://www.tse.jus.br/eleicoes/eleicoes-2020/eleicoes-2020. Acesso em: 8 set. 2020.

BRASIL. Tribunal Superior Eleitoral. Eleitor e Eleições. Estatísticas do eleitorado – Consulta por região/UF/município. Quantidade de eleitores por município/região. Centro Oeste, GO, Trindade. 49º zona /GO: cadastro nacional de eleitores, quantitativo de eleitores aptos por secção. Brasília, DF: TSE, 2020b. Disponível em: https://www.tse.jus.br/eleitor/estatisticas-de-eleitorado/consulta-quantitativo. Acesso em: 6 nov. 2019.

CARLOS, Ana Fani A. A cidade. São Paulo: Contexto, 1997.

CASTRO, Iná Elias de. Geografia e política: território, escalas de ação e instituições. Rio de Janeiro, RJ: Bertrand Brasil, 2009.

CHAVEIRO, Egmar Felício. Goiânia, uma metrópole em travessia. 2001. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.

CORRÊA, Roberto Lobato. Caminhos paralelos e entrecruzados. São Paulo: Unesp, 2018.

CUNHA, Débora Ferreira da. Instituição da Região Metropolitana de Goiânia – Goiás (1980-2010): configuração e interações espaciais entre os municípios. 2017. Tese (Doutorado em Geografia) - Instituto de Estudos Socioambientais, Universidade Federal de Goiás, GO, Goiânia, 2017.

GOIÁS. Sistema Estadual de Geoinformações. Geoprocessamento. Goiânia, GO: SIEG, 2007. Disponível em: http://www2.sieg.go.gov.br/post/ver/169639/publicacoes:-geoprocessamento. Acesso em: 5 jun. 2020.

IBGE. Glossário: atlas do censo demográfico, 2010. Rio de Janeiro, RJ: IBGE, 2010. Disponível em: https://censo2010.ibge.gov.br/apps/atlas/pdf/209_213_Glossario_ATLASDEMO%202010 pdf. Acesso em: 6 nov. 2019.

INSTITUTO MAURO BORGES. Estatísticas e Estudos Socioeconômicos. Estatísticas Municipais - (Séries Históricas). Goiânia, GO: IMB, 2009. Disponível em: https://www.imb.go.gov.br/estatisticas/sistemas-de-pesquisa/estat%C3%ADsticas-municipais.html. Acesso em: 16 ago. 2020.

LEFEBVRE, Henri. O direito à cidade. Itapevi, São Paulo: Nebli, 2016.

PELÁ, Márcia Cristina Hizim. Uma nova (des)ordem nas cidades: o movimento dos sujeitos não desejados na ocupação dos espaços urbanos das capitais do cerrado – Goiânia, Brasília e Palmas. Tese (Doutorado em Geografia) - Instituto de Estudos Socioambientais, Universidade Federal de Goiás, GO, Goiânia, 2014.

RODRIGUES, Wildes Jesus. Trindade e o “abraço ingrato da metrópole”: uma análise socioterritorial de Trindade II. 2007. Dissertação (Doutorado em Geografia) - Instituto de Estudos Socioambientais, Universidade Federal de Goiás, GO, Goiânia, 2007.

SANTOS, Milton. Espaço do cidadão. São Paulo: Edusp, 2014.

SANTOS, Milton. Manual de geografia urbana. São Paulo: Hucitec, 1981.

SANTOS, Milton. O dinheiro e o território. GEOgraphia, Rio de Janeiro, RJ, ano 1, n. 1, p. 7-13, 1999.

SANTOS, Milton. Pobreza urbana. São Paulo: Edusp, 2013.

SANTOS, Sinomar Silva dos. Distribuição industrial e expansão urbana no município de Trindade-GO. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em ensino de Humanidades) - Instituto Federal Goiano, Campus de Trindade, Trindade, GO, 2018.

SOUZA, Marcelo Lopes de. ABC do desenvolvimento urbano. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2021v30n1p323

Direitos autorais 2020 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com