Baixada Fluminense, uma Periferia por Excelência

Enderson Alceu Alves Albuquerque

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo analisar o processo de adensamento populacional da Baixada Fluminense como emblema para o processo de construção de uma periferia por excelência (CORRÊA, 2011), no contexto fluminense. Para atingir esse propósito, analisamos a dinâmica populacional dos municípios baixadianos no interior da Região Metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ). Os resultados apontaram que o setor imobiliário reservou a Baixada Fluminense para a população de baixo status social e, por essa razão, essa sub-região metropolitana é constantemente preterida nas políticas públicas executadas na metrópole na qual está inserida. Com efeito, no imaginário social a Baixada Fluminense é atrelada a aspectos relacionados a atrasos sociais como a pobreza, as carências infra estruturais e, sobretudo, a violência.

Palavras-chave


Baixada Fluminense; Região Metropolitana do Rio de Janeiro; Periferia.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, M. A. Evolução Urbana do Rio de Janeiro. 4 ed. Rio de Janeiro: IPP, 2010.

ALBUQUERQUE, E. A. A. “Votar em Rei dá Abraão”: identidade e poder na Baixada Fluminense a partir da Beija-Flor de Nilópolis. 2019. 354 f. Tese (Doutorado em Geografia) – Instituto de Geografia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2019.

ALVES, J. C. S. Dos Barões ao Extermínio: Uma História da Violência na Baixada Fluminense. Duque de Caxias, RJ: APPH-CLIO, 2003.

CESEC. INTERVENÇÃO FEDERAL: um modelo para não copiar. Rio de Janeiro: [s.n.], 2019.

CORRÊA, R. L. Trajetórias geográficas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2011.

DRIVER, F. Imaginative Geographies. In: CLOKE, P.; CRANG, P.; GOODWIN, M. (orgs.). Introducing Human Geographies. London: Arnold, 2005.

FIGUERÊDO, M. A. Gênese e (re) produção do espaço brasileiro na Baixada Fluminense. Revista Geo-Paisagem online – ano 3, nº 5. Rio de Janeiro, RJ, 2004.

FUNDREM. Plano diretor das unidades urbanas integradas de oeste. Rio de Janeiro: Fundrem, 1979.

GÓES, H. A. Relatório apresentado pelo engenheiro chefe da Comissão de Saneamento da Baixada Fluminense. Rio de Janeiro: [s.n.], 1934.

IBGE. Censo Demográfico. 1940; 1950; 1960; 1970; 1980; 1991; 2000 e 2010.

JORNAL DO BRASIL. Crise de mercado atinge loteamentos da Baixada. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 4 nov. 1973, Caderno RJ, p. 1.

LAGO, L. C. Desigualdades e Segregação na Metrópole: o Rio de Janeiro em Tempo de Crise. Rio de Janeiro: Revan, 2000.

LAMEGO, A. R. O homem e a Guanabara. Rio de Janeiro: Biblioteca Geográfica Brasileira/IBGE, 1964.

O GLOBO. Mercado de imóveis. Jornal O Globo, Rio de Janeiro, 18 out. 1945, Caderno de classificados, p. 2.

O GLOBO. Homenageado o Bandeirante da Baixada Fluminense. Jornal O Globo, Rio de Janeiro, 17 set. 1951, p. 6.

O GLOBO. Valorização e aproveitamento do campo para a salvação das cidades! Jornal O Globo, Rio de Janeiro, 22 jul. 1952, p. 7.

O GLOBO. Área para loteamento. Jornal O Globo, Rio de Janeiro, 21 dez. 1953, Caderno de classificados, p. 7.

PACHECO, S. M. M. Produção e Reprodução de Loteamentos na Periferia do Rio de Janeiro. 1984, 218p. Tese (Doutorado). Instituto de Geociências- Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1984.

ROCHA, A. S. Baixada Fluminense: representações espaciais e disputas de legitimidades na composição territorial municipal. 2009, 141p. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Geografia- Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2009.

ROCHA, A. S. Território como representação. Revista Mercator, v. 12, n. 29, p. 139-153, set./dez. 2013.

RIBEIRO, E; CANO, I.; SENTO-SÉ, J. T.; LÁZARO, M. A incidência da violência na Baixada Fluminense. In: Documento Impunidade na Baixada Fluminense. Rio de Janeiro: [s.n.], 2005.

RIBEIRO, L. C. Q. et al. Território e Trabalho: segregação e segmentação urbanas e oportunidades ocupacionais na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. In: SANTOS, A. M. S. P.; MARAFON, G. J.; SANT’ANNA, M. J. G. Rio de Janeiro. Um olhar Socioespacial. Rio de Janeiro: Grama, 2013.

SANTOS, M. O Espaço do Cidadão. 7° ed. São Paulo: Edusp, 2014.

SEGADAS SOARES, M. T. de. Nova Iguaçu: absorção de uma célula urbana pelo grande Rio de Janeiro. Revista brasileira de Geografia. Rio de Janeiro, Ano 24, Nº 2, pp.157-241, Abr/jun. 1962.

SIMÕES, M. R. A Cidade Estilhaçada: Reestruturação Econômica e Emancipações Municipais na Baixada Fluminense. Mesquita-RJ: Entorno, 2008.

SOUTO, A. B. C. As Comissões Federais de Saneamento da Baixada Fluminense (1910/1933). 2016. 142 p. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Territorial). Instituto de Ciências Sociais e Aplicadas, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Nova Iguaçu, RJ, 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2021v30n1p63

Direitos autorais 2021 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com