Percepção ambiental da população da cidade da Lapa - PR em relação ao Parque Estadual do Monge

Mariana Meira Micaloski, Ronaldo Viana Soares, Alexandre França Tetto

Resumo


Estudos de percepção ambiental contribuem para a utilização mais racional dos recursos naturais. Tais estudos têm importância para uma melhor compreensão da inter-relação entre o homem e o ambiente, sendo que uma das maiores dificuldades na proteção dos ecossistemas está na existência de diferentes percepções dos valores e da importância entre os indivíduos de culturas diferentes. O presente trabalho teve como objetivo caracterizar a percepção ambiental da população da cidade da Lapa em relação ao Parque Estadual do Monge, por meio da aplicação de questionários. Foram aplicados 96 questionários, tanto em dias da semana como no final de semana em duas ruas principais da cidade. Os resultados mostraram que 63,27% dos entrevistados não sabiam o que é uma unidade de conservação. Apesar de o município possuir quatro unidades de conservação, 69,39% não sabem da existência de tais áreas na cidade. Em relação ao Parque do Monge, 48% dos entrevistados afirmaram não saber qual é seu objetivo, e dos 52% que responderam saber qual o objetivo do parque, 22% afirmaram que a unidade tinha como única finalidade o turismo na cidade. Os dados obtidos mostraram o pouco entendimento da população sobre questões relacionadas à unidades de conservação e ao Parque Estadual do Monge.

Palavras-chave


Unidade de conservação; Proteção integral; Conservação da natureza

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2018v27n2p73

Direitos autorais 2018 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com