A expansão da mancha urbana da cidade de Guarapuava-PR, entre 1940 e 2016

Emerson de Souza Gomes, Leandro Redin Vestena

Resumo


O presente trabalho teve por objetivo avaliar a expansão físico-territorial urbana de Guarapuava-PR, entre 1940 e 2016, por meio do mapeamento da ocupação urbana, utilizando-se de diversas fontes cartográficas e técnicas de geoprocessamento. A cidade de Guarapuava é de porte médio e localiza-se na região Centro-Sul do Estado do Paraná, região que apresenta baixa dinâmica econômica e os mais baixos IDH (Índices de Desenvolvimento Humano) do Estado do Paraná. Os dados utilizados para identificação da ocupação urbana em diferentes décadas foram cartas analógicas de loteamentos urbanos registrados, cartas topográficas, fotografias áreas e imagens de satélites. Os procedimentos metodológicos consistiram na integração e processamento dos diferentes dados cartográficos em um SIG (Sistema de Informação Geográfica). A expansão físico-territorial urbana de Guarapuava entre 1940 e 2016 deu-se em três fases distintas: até 1960, de 1960 a 1990, e após 1990. A primeira fase, até 1960 foi marcada por uma urbanização incipiente, com pequena taxa de expansão da área urbana; na fase de 1960 a 1990 por elevada taxa de urbanização na cidade, com significativa expansão das áreas urbanas; enquanto que a fase após 1990 é caracterizada pelo adensamento populacional.

Palavras-chave


Urbanização; Guarapuava; Expansão urbana.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2018v27n2p163

Direitos autorais 2018 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com