O Ensino de conteúdos geográficos a partir do hip hop

Ana Carolina dos Santos Marques, Ricardo Lopes Fonseca

Resumo


O Hip Hop é um movimento cultural praticado majoritariamente pela população negra e, assim como o racismo, se manifesta no espaço geográfico e consequentemente pode ser estudado pela Geografia, possibilitando trabalhar inúmeros conteúdos. Desta forma, o presente artigo tem por objetivo investigar e compreender como o Hip Hop, por meio do pilar rap, pode ser abordado no ensino de Geografia, auxiliando na construção dos conhecimentos geográficos. O referencial teórico traz a questão racial presente no Brasil, para então conceituar o movimento Hip Hop, bem como apresentar suas características e contribuições no ensino de Geografia. Há ainda um relato acerca de uma oficina pedagógica realizada no Colégio Estadual Marcelino Champagnat em Londrina (PR) com educandos do 2º ano matutino, em que foi abordado o Hip Hop e ocorreu a construção de raps por parte dos educandos. Por fim, os raps elaborados são analisados por meio da Análise de Conteúdo de Bardin (1977), buscando identificar os conteúdos da ciência geográfica presentes nestes e a importância do rap na construção e compreensão dos conteúdos no ensino de Geografia, entre eles: os problemas sociais, a economia e a luta por uma educação de qualidade.

Palavras-chave


Hip Hop; Rap; Ensino de Geografia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2017v26n2p182

Direitos autorais 2017 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com