Proposta de ampliação de unidade de conservação em Tuneiras do Oeste – PR: aplicação de critérios geoecológicos

Kamila Walter Ghisso, Maristela Denise Moresco Mezzomo, Marcelo Galeazzi Caxambú

Resumo


Com a preocupação de potencializar a conservação da natureza de Unidades de Conservação, este artigo apresenta uma proposta de ampliação da Estação Ecológica Angico-do-Cerrado, localizada no município de Tuneiras do Oeste, estado do Paraná. A proposta se pautou em critérios geoecológicos (influência da matriz, aspectos geoecológicos e gestão) e resultou em dois modelos, um considerado ideal e outro considerado intermediário entre o modelo ideal e a atual configuração da Estação Ecológica. Os modelos apresentados buscam evidenciar a necessidade de contemplar elementos essenciais para a conservação da natureza, como a inclusão de nascentes e córregos dentro dos limites da Estação, bem como o formato arredondado, diminuindo assim efeitos de borda, potencializando a conservação das águas e do solo.

Palavras-chave


Influência da matriz; Geoecologia; Gestão integrada.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2018v27n2p147

Direitos autorais 2018 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com