A Prática do Aluguel de Roupas em Juiz de Fora (MG)

Ciro Vale, Tania Maciel, Claudio Cavas

Resumo


A reutilização de roupas é uma prática antiga.  Interessa-nos investigar como tal prática se integra a um cenário de efemeridade associado ao consumo da moda. Trata-se de um estudo exploratório com entrevistas semiestruturadas, realizadas em Juiz de Fora (MG), com proprietários de lojas de aluguel de roupas de festa e de fantasias bem como com consumidores desses artigos. A análise do material empírico foi trabalhada através de eixos temáticos, que permitiram o aprofundamento de aspectos fundamentais para a compreensão do fenômeno estudado. As entrevistas revelaram que a motivação para o aluguel de roupas envolve a questão do preço, da exclusividade, da moda e da deterioração dos artigos novos com o tempo e que, apesar de ainda haver restrições ao aluguel, relacionadas à questão da falta de higiene e da energia negativa, trata-se de um tipo de comércio em expansão.

 


Palavras-chave


Reutilização; Roupas Usadas; Restrições.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2016v25n1p107

Direitos autorais 2016 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com